Páginas

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

GILMAR MENDES ATENDE SERRA E TENTA IMP4DIR ELEITORES DE VOTAR SEM TÍTULO

PARTIDARISMO
De nada adiantou sete ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) entender que não há necessidade de título eleitoral para votar, desde que ele saiba sua sessão, bastando apenas a exibição de um documento oficial com foto. O ministro Gilmar Mendes, a pedido de José Serra, diga-se, pediu vistas do processo e prometeu dar seu voto nessa sexta-feira.

DESFAÇATEZ
Sabendo que a maioria dos eleitores das classes C e D votam em Dilma, Serra aposta que pode chegar ao segundo turno se estes eleitores esquecerem o título eleitoral em casa na hora de votar. O telefonema de Serra ao ministro Gilmar Mendes, que sempre esteve a serviço do PSDB, foi testemunhado por jornalistas da Folha de S. Paulo.

PESQUISAS
Todos os institutos de pesquisa dão como certa a vitória de Dilma Rousseff no primeiro turno – Ibope, Vox Populi e CNT Sensus. A exceção é o Data Folha, que insiste na tese que “pode haver” segundo turno e afirma que Dilma perdeu 6 milhões de votos nos últimos dias.

MÁGICA
Queria entender esses cálculos mágicos que são feitos. Como se calcula a perda de votos de um candidato? Como saber se tais institutos não estão comprometidos com um candidato? Não há como manipular os resultados da pesquisa para favorecer um ou outro candidato?

RINCÕES
Boa parte das pesquisas é feita por telefone. A amostragem é científica, com certeza, mas o resultado obtido pode ser manipulado. Os eleitores dos rincões brasileiros, sem telefone, por certo não foram consultados. Por isso a margem de erro varia, em média, de 2% a 3%. As pesquisas são um bom indicativo, mas não garantem a eleição ou a derrota de ninguém.

ELEIÇÕES
A TV Câmara (http://tv.camarataubate.sp.gov.br), que pode ser sintonizada pelos canais 17 (digital) e 98 (analógico), exibe domingo (3), assim que as urnas forem fechadas, às 17 horas, um programa especial sobre as eleições, sob o comando do jornalista Miguel Kater.

DIFICULDADE
Miguel Kater, José Rui Camargo e Luiz Carlos Batista
O reitor da Universidade de Taubaté, professor José Rui Camargo, admitiu, em entrevista ao apresentar Miguel Kater, da TV Câmara, que a instituição passa por dificuldade financeira, mas não haverá prejuízo para os servidores. Segundo ele, há estudos para captar recursos em instituições privadas e facilitar o pagamento das mensalidades dos inadimplentes.

OTIMISMO
Camargo tentou demonstrar otimismo ao falar da criação de um campus unificado e da captação de recursos e parcerias com empresas privadas. Falou da importância da instituição para o município e dos serviços gratuitos oferecidos à população como os atendimentos médico, psicológico e fisioterápico.

PARIDEIRA
Se a moda pega, vai dar o que falar. O vereador Orestes Vanone (PSDB) quer que a Prefeitura doe um terreno para uma mulher, mãe de 11 filhos, com os quais vive em três cômodos e paga R$ 150 de aluguel. É um caso social grave. Junte-se a isso a corrupção e temos a receita pronta para detonar o governo.

APOSENTADORIA
O vereador Jeferson Campos (PV) usou a tribuna da Câmara para criticar os critérios de reajuste dos benefícios dos aposentados, que são maiores para quem ganha um salário mínimo. Há quem critique o governo porque ele autoriza reajustes iguais à inflação. Claro, quem critica não é aposentado pelo INSS. Talvez nunca tenha visto uma agência de perto. O vereador Jeferson Campos é mais uma voz contra o regime de reajuste da Previdência Social.

CECAP
Agora está na moda. O vereador Luizinho da Farmácia (PR) solicita à Prefeitura a implantação de uma academia ao ar livre no Cecap IV. O vereador Ary Kara Filho (PTB) fez pedido semelhante para outros locais. As primeiras academias ao ar livre foram implantadas em Pindamonhangaba, em 2007, pelo prefeito João Ribeiro.

ABANDONO
A rua José Aristides Monteiro, na Vila São José, segundo o vereador Carlos Peixoto (PMDB) está abandonada: precisa ser pavimentada, ter guias e sarjetas e limpeza do lixo que se acumula no final da rua. Para o vereador, o desleixo com a rua propicia que usuários de drogas frequentem o local.

ITAPECERICA
Em novembro de 2007, a Cetesb constatou que três poços de água, dos 15 analisados, estavam contaminados no bairro Itapecerica. Com base na análise, a vereadora Pollyana Gama (PPS) solicitou que a Sabesp e a Prefeitura fizessem o prolongamento da rede de água da Imaculada ou Marlene Miranda até o local. Três anos depois, ela volta a fazer o pedido.

COMPLEXIDADE
O vereador Rodson Lima (PP) “constatou”, em seu quarto mandato, que os problemas do pronto-socorro são maiores do que imagina nossa vã filosofia. Em seguida passou a criticar o Hospital Regional, porque foi procurado por uma paciente que espera vaga para ser internada. Contou que transportou gente com o fêmur fraturado das Caieiras ao centro e que corre o risco de ser cassado por fazer um trabalho que o estado não faz.