Páginas

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

ALCKMIN VAI PRESSIONAR GRAÇA E POLLYANA PARA APOIAR ORTIZ JR

ATRASOU
O jogo Fluminense/RJ e América/MG, válido pelas oitavas de final da Copa São Paulo – Copinha, disputada na tarde de segunda-feira no estádio Joaquim e Morais Filho, começou com 12 minutos de atraso, porque a ambulância, da Prefeitura de Taubaté, não estava à postos como manda o regulamento das competições oficiais e futebol no Basil.

OLHO NELE
O ex-prefeito José Bernardo Ortiz, nomeado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para ocupar a diretoria da FDE (Fundação de Desenvolvimento Educacional), será o responsável pela manutenção dos prédios escolares do estado de São Paulo. Quem conhece a qualidade do asfalto e dos prédios públicos erguidos por Bernardo Ortiz quando foi prefeito de Taubaté, está muito preocupado.

CINZENTOS
Os prédios públicos construídos por Bernardo Ortiz são geralmente cinzas, mal acabados, mal iluminados, sem nenhum capricho. Talvez ele creia que o povo, em sua simplicidade, não goste de prédios coloridos, bem acabados, bonitos. Parecem prédios construídos pelos regimes comunistas asiáticos: taciturnos, sufocantes, que em nada ajudam a melhorar o astral de quem os frequenta.

BERNARDINHO
Não se trata do campeoníssimo técnico da seleção brasileira de vôlei masculino. O Bernardinho em questão é o filho de Bernardo Ortiz, o Junior, empregado pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) para trabalhar no Palácio dos Bandeirantes. Dizem que vai “trabalhar” no gabinete do governador, só não se sabe exatamente fazendo o que.

REPETECO
Será que Junior vai fazer no gabinete do governador o mesmo que fazia na Prefeitura de Taubaté, isto é, nada. A acusação foi feita pelo prefeito Roberto Peixoto (PMDB), que concorria com ele e o padre Afonso à Prefeitura de Taubaté, em 2008, num debate promovido pela TV Band Vale.

COOPTAR
Uma coisa fica bem clara: o governador Geraldo Alckmin (PSDB) vai tentar influenciar na disputa eleitoral em Taubaté. Alckmin vai para cima dos secretários Márcio França (PSB), do Turismo, e Davi Zaia (PPS), da Educação, para fazer com que as vereadores Graça (PSB) e Pollyana Gama (PPS) apóiem o tucano nas próximas eleições municipais.

ADEUS
Jacir Cunha, presidente do PMDB taubateano está dando adeus ao cargo. Com a proximidade das eleições municipais, o prefeito Roberto Peixoto não quer correr risco. Quer um interlocutor mais experiente para coordenar a campanha sucessória.

SOCORRO
Peixoto vai se socorrer do ex-deputado federal Ary Kara José (PMDB), que está “aposentado” da vida pública mas mantém boas relações e amizade, notadamente dentro do PMDB, isto sem contar que tem um padrinho político forte, o vice-presidente da República. Michel Temer, de quem é amigo pessoal.

UNIDADE
O PT taubateano está abrindo os olhos. Até o final deste mês o partido deve reunir os filiados em uma espécie de convenção municipal, para discuti os rumos do partido nas eleições municipais do ano que em. Lideranças do PT local acenam com a possibilidade de criar um projeto de partido, no qual se encaixe um candidato, para marcharem unidos nas eleições de 2012.

NOMES
Vera Saba, atual vice-prefeita; Salvador Khuriyeh, ex-prefeito; Isaac do Carmo, presidente do diretório municipal do partido, são os nomes que aparecem numa primeira lista de prováveis candidatos do partido à sucessão de Roberto Peixoto.

DIFICULDADE
Pelo andar da carruagem, o deputado estadual padre Afonso (PV), nome certo na disputa sucessória, vai ter muita dificuldade para encontrar um vice forte, se considerarmos que o governador Geraldo Alckmin (PSDB) não vai abandonar os Ortiz nas eleições de 2012.

SOZINHO
Mesmo tendo obtido excelente votação em Taubaté nas eleições parlamentares de 2010, cerca de 44 mil votos, padre Afonso corre o risco de se ver sozinho na hora agá, pois a proximidade do vereador Henrique Nunes (PV) com o prefeito Roberto Peixoto está cada vez mais notória.