Páginas

quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

FALÊNCIA DO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO DE TAUBATÉ

O vereador Mário Ortiz (DEM) postou na internet comentário sobre a situação pré-falimentar do Hospital Universitário, que perdeu a verba de R$ 200 mil mensais que a Unitau lhe repassava. Veja o depoimento em

OUVIDOS MOUCOS
Mário Ortiz afirma que desde 2003 vinha alertando a reitoria da Universidade de Taubaté, que não se preparou adequadamente para enfrentar a concorrência, isto é, a Anhanguera. Nenhum reitor da Unitau lhe deu atenção. O resultado é o que se vê.

FACTOIDE POLÍTICO
O anúncio feito há poucos dias pela reitor José Rui da Unitau e o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) não teria passado de um factóide, na opinião do vereador. Na verdade, nem Prefeitura nem Governo do Estado estão dispostos a investir no HU e empurram o problema com a barriga.

CONEXÃO POPULAR
O jornalista Miguel Kater entrevista amanhã (11), no Conexão Popular, o ex-deputado Ary Kara. O programa começa às 11 da amanhã, ao vivo, na TV Câmara – canal 98 analógico e 17 digital, na Net. O programa pode ser assistido também no sítio www.tv.camarataubate.sp.gov.br

CÂMARA ENTREVISTA
No programa Câmara Entrevista de hoje (10), o entrevistado será o novo secretário de Obras, Trânsito e Transportes de Taubaté, Sebastião Mellin Aburjeli, que figura na vida publica da cidade desde os anos 70. Miguel Kater está levando a cada semana um secretário municipal para ser entrevistado na programação da TV Câmara.

REPETECO SÁBADO
Os dois programas serão repetidos na programação da TV Câmara de sábado (12) e domingo (13). Vale a pena dar uma conferida.

HISTÓRIA E CULTURA
Os conselheiros da TV Câmara debateram projetos de programas com temas culturais e históricos da cidade, com especial atenção para a valorização da música, teatro, dança, artesanato e o regate da história política da cidade. Após aprovados pelo conselho, a viabilidade dos projetos será estudada pela equipe da TV e direção da Câmara, explicou Miguel Kater, gerente de comunicação da Câmara.

ZONA AZUL
Os vereadores Luizinho da Farmácia (PR) e Alexandre Villela (PMDB) apresentaram proposta que obriga os responsáveis pela zona azul a ressarcir os usuários caso seus veículos sejam furtados ou roubados quando estacionados na zona azul.

QUEM DECIDE
O vereador Chico Saad (PMDB), no entanto, deve dar parecer contrário aos projetos dos vereador por entender que isso é competência do prefeito. Então tá. Se você tiver seu caro furtado quando estiver estacionado na zona azul, vá à Justiça contra a Prefeitura e a empresa responsável pelo estacionamento rotativo. Já há jurisprudência sobre o ressarcimento. Afinal, o estacionamento é pago

PAGAMENTO FRACIONADO
A vereadora Pollyana Gama (PPS), por sua vez, quer que o estacionamento seja cobrado por tempo de dez minutos, a contar da primeira meia-hora de estacionamento. Em São José dos Campos, o pagamento é fracionado. Ninguém paga a mais pelo tempo que deixou seu veículo na zona azul.

DUAS CIDADES
Taubaté e Pindamonhangaba, separadas geograficamente por dezesseis quilômetros, nunca estiveram tão unidas como nos últimos anos. O responsável por isso é Paulo Ribeiro, cunhado do governador Geraldo Alckmin (PSDB), que enfiou goela abaixo dos pindamonhangabenses a Verdurama, enfiou em Taubaté, na administração de Roberto Peixoto (PMDB), outras empresas do mesmo grupo. Uma elas para comprar remédio.

FAROL BAIXO
O secretário de Governo de Pindamonhangaba pode ser considerado carta fora do baralho. Arthur Ferreira dos Santos, me contaram, anda cabisbaixo, com o farol baixo, isto é, olhando para o chão, desde que Silvio Serrano, ex-secretário de Finanças do município, entregou Arthur sob a acusação de receber propinas regulamente. Arthur se calou.