Páginas

sábado, 12 de fevereiro de 2011

DACON DÁ GOLPE EM ESTUDANTES

DACON
Um leitor me cobra, com razão, informação sobre o caso Dacon, que deu um desfalque grande em mais de uma centenas de estudantes, em Taubaté e Lorena, e mereceu uma reportagem no Fantástico de domingo (6), pela magnitude do golpe. E me provoca: por que o silêncio? Só porque envolve a elite taubateana?

JUSTIFICATIVA
Quero me desculpar com o leitor. Não tenho o hábito de assistir ao aludido programa. Ouvi uma conversa hoje (11|) sobre o caso Dacon, mas confesso que ignorava completamente o assunto. Agora, alertado pelo amigo navegante, vou atrás das informações e publicarei nesse blog tudo o que conseguir apurar. Por enquanto só posso me desculpar.

ESCAFEDERAM-SE
Nada como o Google para nos desembaraçar. Encontrei a matéria do Fantástico. Os irmãos Marcelo e Ricardo Chacon, proprietários da Dacon Formaturas, estão desaparecidos. Coube ao advogado da dupla, Silvio de Oliveira Mazzuia, explicar que o “objetivo é saldar todos os compromissos”. Ressaltou, porém, que vai demorar um pouco.

PREJUÍZOS
Os 79 estudantes de Lorena que pagaram R$ 90 mil à Dacon Formaturas pela formatura que não houve, não sabem o que fazer. Marcelo e Ricardo, que deram o mesmo golpe em 55 alunos da Unitau e faturaram mais R$ 100 mil, sabem. Fugiram com o dinheiro sem pagar ninguém.

ESTADUALIZAÇÃO
O ex-deputado Ary Kara José disse na TV Câmara, no programa Conexão Popular, ser favorável à estadualização da Universidade de Taubaté, que passa por grave crise financeira. Ary lembrou que Lorena e São José dos Campos tem faculdade pública.

CERTEZA
O vereador Carlos Peixoto, que participou do programa na qualidade de entrevistador, com Miguel Kater e Luiz Carlos Batista, disse que o PMDB só tem a ganhar com a ida de Ary Kara para o partido.

SUCESSÃO
Adair Loredo, secretário de Governo do prefeito Roberto Peixoto, “é um nome para se pensar”, disse Carlos Peixoto, admitindo que o PMDB não tem um nome forte para disputar a sucessão municipal, mas garante que o partido vai para o segundo turno nas eleições de 2012.

REFLEXO
Conforme dissemos neste espaço, Ary Kara não vai assumir simplesmente a direção do diretório municipal do PMDB. Ele será o “manager" do partido no Vale do Paraíba. Sexta-feira (11) comentava-se em Pindamonhangaba que o PMDB daquela cidade poderia ficar sob os cuidados do vereador José Carlos Gomes – Cal, atualmente no PTB.

PROBLEMA
O PMDB pindense é presidido por Chico Losil, que já disse a amigos que não vai haver destituição pura e simples dos diretórios municipais do partido. Losil afirmou que a direção estadual do PMDB vai estudar “caso a caso” a situação dos diretórios municipais antes de decidir.

LICENCIADO
O secretário de Governo da Prefeitura de Pindamonhangaba, Arthur Ferreira dos Santos, está de licença. Ele se afastou por quinze dias para cuidar de sua saúde.

DENÚNCIA
A “doença” chegou dias depois que o ex-secretário de Finanças do município, Silvio Serrano, “entregou” a participação de Arthur no esquema de corrupção da Verdurama, em entrevista dada à TV Vanguarda.

PROVAS
Depois, Serrano entregou na Câmara Municipal farta documentação que comprovariam a participação do secretário de Governo do prefeito João Ribeiro no esquema de corrupção sob investigação pelo Ministério Público e por uma CEI na Câmara Municipal.

PENDURADO
Arthur Ferreira dos Santos sabe que está agarrado a um galho seco na árvore administrativa da prefeitura e que, mais dia menos dia, o galho vai quebrar e ele irá ao chão. Se dependesse da vice-prefeita Myriam Alckmin (PPS), o galho no qual Arthur está pendurado estaria quebrado há muito tempo.

BRIGA
Dias antes de se licenciar, o ex-vereador Paulo Ramos Mello, funcionário nomeado da Prefeitura de Pindamonhangaba desde 2007, impediu que Arthur Ferreira dos Santos e o prefeito João Ribeiro se atracassem no estacionamento da Prefeitura.

XINGAMENTO
O xingamento mútuo trocado por Arthur e João Ribeiro é o assunto preferido nas rodas políticas que se formam na cidade. Ninguém sabe informar como a confusão começou, mas sabem que prefeito e secretário só não chegaram às vias de fato pela pronta intervenção de Paulo Ramo Mello.

COAÇÃO
O ex-secretário de Esporte da Prefeitura de Pindamonhangaba, Misael Cesarino Junior – Tayoba, demitido no final do ano pelo prefeito João Ribeiro após intensa pressão da Câmara Municipal, está sendo processado por “coação no curso do processo” pelo vereador Ricardo Piorino (PPS), que preside a CEI da Verdurama.