Páginas

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

SERVIDORES PÚBLICOS ESTÃO COM SALÁRIOS DEFASADOS

SALÁRIO DEFASADO
Nos últimos dez anos, sob as administrações dos prefeitos José Bernardo Ortiz (PSDB) e Roberto Peixoto (PMDB), os funcionários públicos municipais de Taubaté sentiram o que é ter seus salários aviltados, sempre correndo atrás da inflação, sem jamais alcançá-la.

CONVITE PÚBLICO
Diante do descaso dos chefes de governo de Taubaté em relação ao salário do funcionalismo público da cidade, a vereadora Pollyana Gama (PPS) resolveu, em boa hora, convidar os funcionários da Prefeitura e da Unitau para um encontro na Câmara Municipal, no dia 23 de fevereiro, às 19 horas.

REVISÃO IRRISÓRIA
O prefeito Roberto Peixoto (PMDB), que descuidou, ao longo dos sete anos de sua administração, da revisão salarial anual dos funcionários, a que está obrigado por lei,  promete um reajuste de 5% para este ano. O valor é irrisório e o prefeito sabe disso. A defasagem salarial é bem mais alta.

PLENÁRIO LOTADO
Os funcionários da Prefeitura e da Unitau deveriam lotar o plenário da Câmara Municipal no dia 23. Neste dia, a vereadora do PPS vai explicar o teor do requerimento 32/2011 que enviou ao prefeito Roberto Peixoto, solicitando informações sobre a revisão salarial dos servidores públicos.

PRIMEIRA OPORTUNIDADE
Nunca os servidores públicos municipais de Taubaté tiveram a oportunidade de saber em detalhes a defasagem salarial a que foram submetidos por Bernardo Ortiz e Roberto Peixoto desde 2003. A defasagem, isto é, a diferença entre as revisões salariais dadas e a inflação medida no período é de fazer corar até quem ganha Bolsa Família.

TRANSPORTE PÚBLICO
Depois que a Prefeitura acertou os horários dos ônibus da ABC e das vãs da TCTAU, o transporte público de Taubaté melhorou. Há mais oferta de veículos para os passageiros. Silvana Fontes, da TCTAU, diz que ainda estão sendo feitos ajustes em alguns bairros, mas está funcionando bem. Tomara.

KASSAB NO PSB
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, pode trocar o DEM pelo PSB. A cúpula petista quer afastar o prefeito paulistano do PMDB, para onde ele pode ir. Kassab, indo para o PSB, poderá ter o apoio petista numa eventual candidatura ao governo de São Paulo.

COMO FICA
Se a costura der certo em São Paulo, vai descosturar uma possível aliança do PSB com o PSDB em Taubaté, onde se cogita, nos bastidores, uma possível candidatura da vereadora Graça como vice-prefeita de Ortiz Junior. Tudo depende da decisão e Kassab.

SITUAÇÃO DIFÍCIL
Se a situação do vereador Luizinho da Farmácia, que agora é um simples filiado ao PR é difícil, a de Ortiz Junior é pior. Ele pretendia ter o apoio do PR, agora não terá mais. O PR taubateano está nas mãos do deputado Padre Afonso. Como se vê, a política é dinâmica e o padre Afonso não está dormindo de touca. Ele apoia o govrnador tucano Geraldo Alckmin, mas quer distância da família Ortiz.

MORTO INVESTIGADO
O desembargador Antonio Carlos Viana, ex-professor da Unitau, que morreu dia 26 de janeiro passado, quando ocupava a presidência do Tribunal de Justiça de São Paulo, está sendo investigado por suposto enriquecimento ilícito e tráfico de influência.

DENÚNCIA GRAVE
A denúncia está sendo rastreada pelo Ministério Público de São Paulo. Cópias foram enviadas à Polícia Federal e à Receita Federal dez dias antes da morte do desembargador. No âmbito penal Viana não poderá ser punido. Porém, no âmbito civil podem ser identificados os possíveis beneficiados com o suposto enriquecimento ilícito do ex-desembargador.