Páginas

terça-feira, 29 de março de 2011

A RESPOSTA DA VERDURAMA

A assessoria de imprensa da Verdurama enviou a este blog as respostas às perguntas que fizemos sobre o acerto trabalhista que deveria ser feito com as merendeiras demitidas pela empresa após o rompimento do contrato de fornecimento de merenda escolar no início deste ano com Prefeitura de Pindamonhangaba.

No dia 25 de março (sexta-feira) a Verdurama encaminhou um comunicado oficial a este blog, que reproduzimos abaixo.

O fato é que foram realizadas várias reuniões com as merendeiras, que passam por várias humilhações desde então. Ficar sem receber os salários, o FGTS e o salário desemprego foi apenas uma parte delas.

A outra foi a proibição de se reunirem no plenário da Câmara Municipal para discutir saídas para a crise que ainda vivem. O presidente da Câmara, vereador Ricardo Piorino (PPS), fez o favor de destratar as mulheres e proibir a reunião na Câmara.

Ora, vereador! A Câmara Municipal é um prédio público, formada por membros que foram eleitos pelo povo para representar o povo, inclusive o senhor, vereador Ricardo Piorino!. Elas não foram à Câmara para ouvi-lo ironizar a situação delas. Elas só queriam resolver um problema trabalhista.

Abaixo, o comunicado enviado pela assessoria de imprensa da Verdurama no dia 25 de março. Ele está sendo reproduzido agora, junto com as respostas enviadas por este blog, as quais estão reproduzidas abaixo.

Comunicado Oficial

25/3/2011

A Verdurama Comércio Atacadista de Alimentos Ltda, empresa especializada no fornecimento de merenda escolar, está realizando o pagamento das verbas rescisórias das colaboradoras em quatro parcelas, considerando o dia 17/3/2011 como o primeiro pagamento e 16/6/2011 como o último.

A homologação, realizada no dia 21/3/2011e que contou com a presença dos representantes do sindicato da classe, por conta de alguns documentos que não foram apresentados pelas merendeiras e profissionais da área administrativa, teve sua continuação na quarta-feira, 23/3/2011.

Vale ressaltar que a Verdurama encontra-se em processo de recuperação judicial, conforme lei nº 11.101 de 9/2/2005, realizando todos os esforços administrativos possíveis para manter seus compromissos financeiros em dia.


A Verdurama agradece a oportunidade de resposta e permanece à disposição.

No mesmo dia em que recebemos o comunicado da Verdurama, respondemos o email com algumas perguntas. A resposta veio no final da tarde de segunda-feira (28 de março).

As perguntas e as respostas estão reproduzidas na íntegra.

Boa tarde, Irani.

Conforme solicitação, seguem as informações:

Quantas merendeiras tiveram seus distratos de trabalho homologados no dia 21/03/2011?

21/3/2011 – 80% dos colaboradores.

23/3/2011 – 20% dos colaboradores (por conta de alguns documentos que não foram apresentados pelas merendeiras e profissionais da área administrativa, a homologação teve sua continuação nessa data).

Quantas receberam dia 18/3 e quantas irão receber nos meses subsequentes?

A Verdurama está realizando o pagamento das verbas rescisórias de aproximadamente 80 colaboradores (merendeiras e equipe administrativa) em quatro parcelas, considerando o dia 18/3/2011 como o primeiro pagamento e 16/6/2011 como o último.

Elas estão recebendo os salários atrasados?

Salários em atraso e adiantamentos foram pagos no dia 18/3/2011.

A homologação do distrato facilitará a elas receberem salário desemprego?

Sim. As guias necessárias já estão com os colaboradores, os quais já podem solicitar o beneficio.

A multa de 40% sobre o FGTS foi ou está sendo paga?

Esse pagamento é uma prioridade para a Verdurama e será feito o quanto antes. Vale ressaltar que a Verdurama encontra-se em processo de recuperação judicial, conforme lei nº 11.101 de 9/2/2005, realizando todos os esforços administrativos possíveis para manter seus compromissos financeiros em dia.

Quantas merendeiras foram demitidas?

Por conta do cancelamento do contrato de fornecimento de merenda escolar ao município, a empresa não pode mais manter em seu quadro cerca de 80 colaboradores.

Todos os ítens constantes da ata da reunião a Verdurama com as ex-merendeiras estão sendo cumpridos?

Com a exceção da multa sobre o FGTS, sim. A empresa enfatiza que seu pagamento será feito o quanto antes.


OU SEJA: AS MERENDEIRAS TERÃO QUE RECORRER À JUSTIÇA PARA RECEBER O FGTS. BOA SORTE A ELAS.