Páginas

domingo, 1 de maio de 2011

REAÇÃO TARDIA

Ao que parece, o prefeito Roberto Peixoto (PMDB) acordou. Fiquei sabendo, mas ainda não fui comunicado oficialmente por quem de direito, que devo ser brindado com um processo por ter divulgado “indevidamente”, segundo eles, o depoimento de Fernando Gigli ao Ministério Público, com acusações pesadas contra o próprio Peixoto e sua esposa, Luciana Peixoto.

Adair Loredo, secretário de Governo da Prefeitura de Taubaté, em recente debate na Difusora, anunciou que Peixoto iria abrir uma sindicância para apurar responsabilidade na divulgação de compras efetuadas pela Prefeitura e denunciadas pela ONG Transparência Taubaté como sendo superfaturadas.

A reação de Peixoto é tardia. Ele deveria ter aberto a sindicância logo que a denúncia foi tornada pública. Esperou que ela ganhasse as manchetes dos jornais, espaço na TV e neste blog, por exemplo, para reagir.

A sindicância, instalada a semana passada, está em andamento. Agora a Inês é morta, diz o dito português. O escândalo, mais um, já está feito.

MAL ASSESSORADO

Peixoto cercou-se de assessores que não cumprem a função básica de um assessor, que é assessorar, subsidiar o chefe com informações relevantes. Um bom assessor não aplaude tudo o que seu chefe faz nem diz amém a possíveis desmandos que ele esteja cometendo. Antes, alerta-o.

No caso de Peixoto, seus assessores não o assessoraram, principalmente os mais antigos, que sempre o aplaudiram, para garantir o emprego público.

CHACOTA NACIONAL

A cidade está como está por culpa do próprio Peixoto, que nunca teve um assessor. Sempre teve atrás de si um séquito de bajuladores. Deu no que deu. Deveremos servir de chacota num programa de TV (CQC) nesta segunda-feira (02/05). A que ponto chegamos...

CEI DAS LOUSAS

Vereadora Pollyana Gama (PPS) quer apurar compra de lousas. Das 100 licitadas, 27 foram recebidas e não pagas.
Está em marcha na Câmara Municipal a instalação da CEI das lousas. Uma despesa que poderia chegar a R$ 3,3 milhões, feita sem o menor planejamento. O movimento é encabeçado pelos vereadores Rodrigo Luís Silva – Digão (PSDB) e Pollyana Gama (PPS).

VERBA EMPENHADA

Uma parte da verba (R$ 891 mil) foi empenhada para o pagamento das 27 lousas que a Prefeitura recebeu desde o início do ano. Para tentar barrar a CEI, o pagamento foi suspenso. Digão e Pollyana, porém, pretendem levar adiante o pedido. Precisam de mais três assinaturas.

MINISTÉRIO PÚBLICO

A compra das lousas por si só já seria um escândalo. Digão e Pollyana entraram sexta-feira (29/04) com representação no Ministério Público Federal porque se trata de uso de verba federal, que a Prefeitura recebe via Fundeb.

CONTA RÁPIDA

Não é preciso ser matemático nem versado em compras públicas para saber que as tais lousas estão caras demais. Um conjunto da tal lousa interativa, composta pela própria e seu suporte, um projetor, uma webcam, um notebook (que já vem com webcam)  e sistema de sonorização me parece bem acima do preço.

FAÇA AS CONTAS

Uma webcam Microsoft custa menos de R$ 100. Um notebook HP, com 500 gigas de memória rom, webcam, 4 megas de memória RAM, leitor/gravador de CD/DVD, com Windows 7 básico instalado é menos de R$ 1.500,00. Creio que o custo total para o fornecedor é inferior a R$ 15 mil, incluídos os impostos. Por que, então, custa R$ 33 mil cada conjunto?

JUSTA “HOMENAGEM”

O professor Silvio Prado envia a este blog os versos que publico abaixo. Além de bem elaborados, eles retratam o momento pelo qual passa Taubaté.

ESCÂNDALOS POR HORA

Um escândalo anual,

Era a cota do prefeito

Que pelo andar da carroça

Nunca esteve satisfeito

Pois a safra de escândalos

Cresceu e não teve jeito.



E então todo escândalo

Passou a ser semestral

Se transformando depois

Num bom negócio mensal

Que inevitavelmente

Virou caso semanal.



Porém, nos últimos dias

Mudou de vez o cenário

Pois escândalos diversos

Que saqueiam nosso erário

Agora ficaram normais

E se tornaram diários.



Por isso, essa cidade

Onde o escândalo aflora

Dentro de algum tempo,

Creio eu que não demora,

A nossa gente vai ver

Brotar escândalos por hora.

Silvio Prado, 26/04/11