Páginas

sexta-feira, 10 de junho de 2011

SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO DEVE SE EXPLICAR NA CEI DAS LOUSAS 6ª FEIRA

O secretário de Educação de Taubaté, professor Carlos Roberto Rodrigues, deve ser ouvido nesta sexta-feira (10) pela Comissão Especial de Inquérito, que investiga suposto superfaturamento na compra de lousas digitais.

O depoimento, inicialmente marcado para acontecer na terça-feira (07/06), foi remarcado a pedido do depoente, que estava às voltas com as manifestações dos professores da rede pública municipal.

O presidente da CEI das Lousas, vereador Orestes Vanone (PSDB), considera ser importante ouvir o secretário de Educação do município, apesar das informações que as lousas teriam sido devolvidas pela Prefeitura.

O prefeito Roberto Peixoto chegou a empenhar verba de R$ 891 mil para o pagamento de um lote de vinte e sete lousas digitais, das cem que ele havia encomendado.

O total da compra seria de R$ 3,3 milhões. Há muitas dúvidas a serem esclarecidas. Por exemplo:

Que prova o prefeito Roberto Peixoto tem a apresentar sobre a suposta suspensão do pagamento das vinte e sete lousas encomendadas?

Os R$ 891 mil empenhados para o pagamento das lousas foram empregados em que lugar, obra ou projeto?

A Clasus Brasil, vencedora da “licitação” para a venda das lousas para a Prefeitura de Taubaté aceitou a rescisão contratual pacificamente?

O que o prefeito Roberto Peixoto alegou para não cumprir o contrato com a fornecedora das lousas? Não estava tudo certo com a licitação? 

INFORMAÇÃO À CEI 

No município de Araraquara, a mesma Clasus venceu uma licitação suspeita, em junho do ano passado, o que motivou a vereadora Márcia Lia, do PT daquela cidade, a representar ao procurador da República em Araraquara, pedindo a averiguação da licitação e a posterior compra de lousas por aquela Prefeitura, as quais custariam cerca de R$ 32,5 mil cada unidade.

Como sou cidadão cioso das coisas relativas a Taubaté, fiz uma pesquisa rápida pela internet e encontrei lousas similares por cerca de R$ 9,2 cada unidade. A matéria publicada neste blog está aqui. 

Fiz nova pesquisa recentemente, com uma empresa de Bebedouro. A mesma lousa não custa mais que R$ 9,2 mil a unidade. Taubaté está pagando R$ 33 mil.

Fica consignada, portanto, minha colaboração com a CEI das Lousas.




RATARIA 

Deixo vocês com mais um cordel do professor Silvio Prado, o nosso cronista político em estilo poético...

A cidade hoje é vista
Como recreio de ratos
Que escapando do bueiro
E assustando até gato
Adoram roer dinheiro
E coisas de fino trato.

Nunca se viu por aqui
Tão ousada rataria
Insaciável e faminta
Roendo com alegria
Ouro num certo cofre
E até mesmo prataria

Tem rato roendo a saúde
E as verbas da educação
O dinheiro da merenda
E também da habitação
Ou superfaturando preços
E levando comissão

Por isso, desratizar
É o verbo mais perfeito
Que deve ser conjugado
Onde se rói um direito
Começando pela câmara
E chegando até o prefeito

Autor: Professor Silvio Prado, 8/6/11