Páginas

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

CENAS DE VIOLÊNCIA TRANSFORMAM TAUBATEXAS EM ANTRO DE BANDITISMO

A invasão da casa do deputado Padre Afonso Lobato (PV) na manhã desta sexta-feira (09/08) foi ação praticada por mafiosos a soldo de quem tem interesse em desestabilizar emocionalmente o político, favorito à sucessão do prefeito canastrão em 2012.

Não fosse uma ação política praticada por bandidos comuns, por que subjugariam o padre e o obrigariam a folhear revistas pornográficas para filmá-lo como se estivesse degustando-as?

Não fosse uma ação política, por que a preocupação em retirar o equipamento de segurança da casa do parlamentar, as câmeras e o gravador de vídeo com as imagens da ação dos marginais?

Não fosse uma ação política, por que os “soldados” da máfia, que portavam armas de grosso calibre, se contentaram em levar apenas R$ 9 mil que estavam guardados em um cofre?

Bandidos simulam roubo, mas Padre Afonso foi vítima da sordidez política
Não fosse uma ação política, por que os bandidos manteriam padre Afonso e familiares reféns por quase duas horas? Está claro que foi um jogo de intimidação, para abalar a moral do candidato que lidera as pesquisas para a sucessão municipal de 2012.

A Polícia Civil de Taubaté pode descobrir os autores do crime rapidamente. Ela tem as fichas criminais dos bandidos  de Taubaté, sabe quais pertencem ao PCC (Primeiro Comando da Capital) e sabe das ligações entre os vários grupos de criminosos.

Se agir com o rigor que se espera da Polícia Civil, os autores da selvageria contra o deputado Padre Afonso Lobato serão facilmente descobertos, bem como os mandantes do crime, que tem todas as características de crime político. O roubo foi só uma encenação. O pano de fundo é a proximidade das eleições municipais.

Uma quadrilha de assaltantes comuns não se preocuparia com o anonimato, nem retiraria as câmeras de segurança da casa do parlamentar. São bandidos profissionais e agiram como tal.

A soldo de quem os bandidos agiram só a Polícia Civil pode responder.

Fica comprovado, após o cárcere privado a que foi submetido o deputado Padre Afonso Lobato, que a Máfia está encastelada em Taubaté.

A quadrilha é defendida por advogados caríssimos, juízes são cooptados e policiais e jornalistas são mimoseados pelos mafiosos para que seus crimes continuem impunes.

Taubatexas, após o episódio desta sexta-feira, inscreve-se no rol das cidades mais violentas do país: violência nas ruas, com dezenas de assassinatos sem solução ocorridos este ano, violência de bate-paus do prefeito canastrão contra manifestantes pacíficos que protestavam contra a corrupção na principal data cívica nacional e violência praticada por profissionais do crime.

O maior câncer que uma sociedade pode ter é a corrupção. O tumor maligno está incrustado no Palácio do Bom Conselho. A metástase atingiu pelo menos seis vereadores da Câmara Municipal e está se espraiando por toda a cidade.

Que os culpados sejam encontrados pela Polícia Civil! Que os mandantes do crime sejam desmascarados e postos à execração pública.

Bandidos e quadrilheiros não merecem perdão! Merecem cadeia!