Páginas

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

VERA SABA DECIDE SEU DESTINO POLÍTICO ATÉ A PRÓXIMA TERÇA-FEIRA, SEM O PT

A vice-prefeita Vera Saba (PT) deve deixar o PT até a próxima terça-feira (20/08). A afirmação foi feita ao radialista Pedro Luiz nesta quinta-feira (15/08) no programa “Taubaté, Urgente!”. Vera não afirmou claramente se deixará o partido, mas sua declaração teve tom de despedida.

PROPOSTA
O deputado Padre Afonso Lobato quer levar Vera Saba para o PV. Ele propôs a ela ser candidata a vereadora pela sigla nas eleições municipais do ano que vem e assumiu o compromisso de apoiá-la numa possível candidatura a deputada em 2014.

MULHER
Deputado Padre Afonso promete apoio irrestrito a Vera Saba no PV
Além disso, o deputado colocaria Vera Saba para coordenar o PV Mulher do Vale do Paraíba, já investindo em sua candidatura a deputada, Na condição de coordenadora do PV Mulher, Vera teria a seu alcance todas as lideranças femininas da região, pavimentando seu futuro político.

COMPROMISSO
O compromisso mais importante assumido pelo deputado Padre Afonso diz respeito ao futuro político de Taubaté. Ele assegurou à Vera Saba que caso o prefeito Roberto Peixoto seja afastado definitivamente do Palácio do Bom Conselho, ele a apoiaria na Prefeitura e desistiria de sua candidatura a prefeito em 2012.

ESPAÇO
O espaço que Vera Saba teria no PV e o apoio dos integrantes do partido no Vale do Paraíba à (por enquanto) petista seriam mais que suficientes para levá-la, por exemplo, à Assembléia Legislativa.

CLAREZA
Numa das conversas que teve com Vera Saba, Padre Afonso deixou claro que as decisões do partido em Taubaté, como de resto em todo o Vale do Paraíba (Bacia 8, como eles chamam) são de responsabilidade dele, descartando qualquer ingerência do vereador Henrique Nunes nas decisões do partido, como se propalou em virtude do voto do parlamentar pela absolvição do prefeito canastrão.

SONHO
O sonho do deputado Padre Afonso é ter o vereador Rodrigo Luís Silva – Digão (PSDB) em seu partido, o PV.

CARTAS
As cartas foram postas na mesa. A decisão de aceitar ou não o convite do coordenador regional do PV cabe exclusivamente à Vera Saba, que pediu prazo até terça-feira para se definir.

ELEIÇÃO
Em 2008, antes de ser indicada vice-prefeita na chapa do então candidato pelo PMDB Roberto Peixoto, na aliança PMDB-PT, o favorito era o presidente do PT taubateano Nilson Coutinho. A escolha de Vera Saba foi uma exigência de Peixoto, que se encantou pelo dinamismo de Vera Saba demonstrado numa reunião do Sindicato dos Bancários de Taubaté.

TRAIÇÃO
Assim que a contagem dos votos terminou e Peixoto se reelegeu prefeito, na mesma noite ele escanteou a vice-prefeita eleita Vera Saba. A traição explícita jamais foi contestada pelo PT taubateano, que aceitou passivamente a queima de sua filiada na fogueira das vaidades que acometeu Peixoto e Luciana “Peichoto”.

RECADO
Recebi um comentário jocoso de um anônimo “agradecendo” um comentário que teria me mandado e eu não postei. O “agradecimento” foi postado no texto de Carlos Karnas sobre o artigo de Henrique Nunes. O comentário “não postado”, deve estar na matéria sobre a notícia que Henrique Nunes não será candidato em 2012.

ANÔNIMO
Como os comentários geralmente vêm assinados por “anônimo” e muitas vezes o missivista se engana, isto é, posta o comentário na matéria errada, ele deve ter sido publicado, só não sei dizer sob qual matéria.