Páginas

domingo, 20 de novembro de 2011

BOM CONSELHO PREPARA GOLPE PARA APROVAR RENOVAÇÃO COM SABESP APOIADO NA BANDA PODRE DA CÂMARA

O advogado de Ferras de Vasconcelos, Adair Loredo, o verdadeiro prefeito de Taubaté, uma vez que o titular não manda nem na própria mulher, está articulando com o vereador Jeferson Campos (PV) a colocação em pauta do projeto de lei 15/11, do Executivo, que aprova pura e simplesmente a renovação do contrato com a Sabesp.

Taubateanos, todos à Câmara! Não vamos deixar que
o prefeito canastrão dê mais este golpe na cidade
A informação foi divulgada pelo jornal Contato no Facebook no último sábado (19/11).

“ATENÇÃO: secretário de Governo, Adair Loredo confirmou para os repórteres do CONTATO que a Câmara Municipal pretende votar na semana que vem o projeto que autoriza o Executivo a celebrar um convênio com a SABESP. O projeto pode ser incluído na pauta da sessão ordinária de quarta-feira, dia 23, ou ser votado em sessão extraordinária. Quem decide a forma para ser votado é o Presidente da Câmara, vereador Jeferson Campos (PV). Tem gente no Palácio Bom Conselho dando como líquido e certo os R$ 60 milhões oferecidos pela SABESP no caixa da Prefeitura de Taubaté em 2012, um ano eleitoral. Oremos!!!

VEREADORES CONTRÁRIOS

Para variar, Pollyana Gama (PPS), Graça (PSB), Digão (PSDB) e Vanone (PSDB) são os vereadores que votarão contra o esbulho proposto pelo prefeito canastrão, que pretende usurpar do taubateano o direito de participar da administração da estatal no município de acordo com o interesse da cidade.

Precisamos lotar a Câmara Municipal na sessão da próxima quarta-feira (23/11) para impedir a sinecura pretendida pelos vereadores aliados do prefeito canastrão, cada vez mais dóceis aos desejos do Palácio do Bom Conselho, agora sob nova direção.

A população de Taubaté precisa se mobilizar e encarar este novo desafio, após a frustração com a absolvição do prefeito canastrão.

VEREADORES FAVORÁVEIS

Os seis vereadores que absolveram o prefeito canastrão na sessão de cassação de 12 e13 de agosto deste ano continuarão na linha de apoio ao Palácio do Bom Conselho.

Os vereadores Ary Kara Filho, Henrique Nunes, Chico Saad, Luizinho da Farmácia, Maria Tereza Paolicchi e Rodson Lima são favas contadas para votar a favor da Prefeitura.

O time está reforçado pelos vereadores Carlos Peixoto (PMDB) e Jeferson Campos (PV), que estão livres como passarinho para votar contra os interesses da cidade.

Como soldado subalterno na trincheira da imoralidade, Jeferson Campos, na qualidade de presidente da Câmara Municipal, com a cara de paisagem habitual, deve colocar o projeto de renovação com a Sabesp em discussão e votação já nesta quarta-feira (23/11), anunciou pomposamente o advogado de Ferraz de Vasconcelos, segundo o jornal Contato.

Se chegou a este ponto é porque, mais uma vez, o prefeito canastrão tem os votos necessários para aprovar a projeto de lei. Quem seria o décimo eleitor do prefeito canastrão?

A MÁSCARA ESTÁ CAINDO

Está chegando a hora de a onça beber água. Os taubateanos saberão se o vereador Alexandre Villela (PMDB) foi sincero quando votou pela cassação do prefeito canastrão ou foi apenas uma jogada sórdida articulada pelos defensores de Peixoto para enganar os eleitores taubateranos. Particularmente, fico com esta hipótese.

A posição do vereador Mário Ortiz (PSD), que está em cima do muro na questão da renovação de contrato com a Sabesp, é desconhecida. Seria dele o décimo voto que o prefeito Adair Loredo precisa, digo, o prefeito Roberto Peixoto precisa para aprovar o projeto de lei 15/11?

A TURMA DA MAMATA

A turma da mamata na Câmara Municipal defende com unhas e dentes o acordo com a Sabesp. Chico Saad (PMDB) e Luizinho da Farmácia (PR), que chegou a gritar com sua colega Pollyana Gama na vã tentativa de intimidá-la, são o sabujos do prefeito de fato, Adair Loredo, porque o prefeito de direito, repito, não manda nem na própria casa.

DINHEIRAMA NA MÃO DE PERDULÁRIOS

Com exceção de quatro vereadores (Pollyana, Digão, Graça e Vanone), os demais não questionam a Prefeitura sobre o que ela fará com R$ 60 milhões.

A resposta é simples: gastarão a dinheirama sem nenhum planejamento, pois não há projeto para investimentos em áreas cruciais como saneamento básico e proteção ao meio ambiente.

Com R$ 60 milhões em caixa, o taubateano vai assistir a mais vergonhosa gastança com fins eleitoreiros. Nada de útil será construído na cidade em um ano eleitoral. Vai ter cesta básica para todo mundo, podem crer.

PAGAMENTO DA BOLADA

O pagamento da bolada será feito em três parcelas se o projeto 15/11 for aprovado, conforme protocolo assinado em 16 de agosto de 2008.

A primeira parcela, de R$ 10 milhões, deve ser saldada trinta dias após a assinatura do contrato.

Portanto, se o projeto 15/11 for aprovado pela camarilha do prefeito canastrão na Câmara Municipal nesta quarta-feira (23/11), antes que novembro se encerre a lei será publicada para entrar em vigor e o contrato poderá ser assinado na primeira semana de dezembro.

Ou seja, a falida Prefeitura de Taubaté pode começar 2012 com R$ 10 milhões em caixa para gastar como quiser.

A segunda parcela, de R$ 20 milhões, é para ser paga na metade do período compreendido entre a assinatura do contrato e 31 de março de 2012, isto é, por volta do dia 6 de fevereiro. Os R$ 30 milhões restantes seriam pagos em 31 de março de 2012.

A Câmara não pode admitir que o incompetente Roberto Peixoto, assim chamado pelo vereador Henrique Nunes (PV), seu principal sequaz na Câmara, chegue perto dessa dinheirama.

Peixoto é um fraco. Disso se aproveitam os integrantes da camarilha palaciana para usurpar do taubateano o direito de opinar sobre a renovação de contrato com a Sabesp.

Infelizmente, a banda podre da Câmara Municipal está disposta a dar um cheque branco para o prefeito canastrão em ano eleitoral.

Resta a mobilização popular!