Páginas

terça-feira, 15 de novembro de 2011

CONTRIBUIÇÕES DE ILIBADOS CIDADÃOS TAUBATEANOS PARA O 15 DE NOVEMBRO

A última postagem neste blog foi na sexta-feira (11/11/11). Fiquei na moita, como a maioria dos brasileiros, por conta do feriado desta terça-feira (15/11). Para “matar” o tempo, abri minha caixa de emails e encontro duas contribuições que faço questão de reproduzir.

A primeira é de Benedito Machado. Ela nos remete à Proclamação da República, a data que estamos “comemorando”. Inflados pelas oligarquias rurais, descontentes com o fim da mão de obra escrava, os militares, sob o comando do marechal Deodoro da Fonseca, depuseram o príncipe D. Pedro II.

Por conta disso, Machado fez um resumo dos golpes brasileiros, sempre com apoio das oligarquias rural, comercial e industrial, que mancham a história deste país desde então.

PAIS CHEGADO A UM GOLPE

15 de Novembro de 1889 - Um golpe militar derruba o Imperador Pedro II.

24/10/1930 – Golpistas depuseram o Presidente Washington Luis e impediram a posse do presidente eleito Julio Prestes. Vargas assume provisoriamente.

0/11/1937 - Com apoio dos fascistas (Integralistas) Vargas deu um golpe de estado, assumindo definitivamente o poder, frustando as eleições presidenciais marcadas para janeiro de 1938. 25/08/1961 Jânio renuncia. militares golpistas impedem a posse de Jango. Brizola desencadeia a campanha da legalidade. Militares golpistas transformam o regime presidencialista em parlamentarista e Jango assume em 07/09/1961. 31/03/1964 Golpe militar apoiado pela CIA derruba o presidente João Goulart. 21/06/2011 Prefeito de Taubaté é preso pela PF. A vice-prefeita Vera Saba não pode assumir. (Foi um golpe às avessas – observação minha)

A segunda contribuição é de Tony Marmo. A partir de uma pergunta singela (o que comemorar no Dia da República?), Marmo traça um painel dos presidentes da República a partir de sua proclamação e constata: Somente dez foram eleitos democraticamente e apenas quatro cumpriram o mandato até o fim. Leiam:

O QUE COMEMORAR NO DIA DA REPÚBLICA?

Dos 36 Presidentes da República que tivemos, apenas 10 foram eleitos democraticamente. Dentre esses 10, um renunciou (Jânio Quadros), um cometeu suicídio (Getulio Vargas), um foi deposto por golpe militar (João Goulart) e um foi cassado (Fernando Collor). Apenas quatro exerceram seus mandatos por inteiro (Gaspar Dutra, Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique, Lula da Silva) e passaram a faixa aos seus sucessores. Dentre esses quatro, 3 apenas eram civis.