Páginas

terça-feira, 29 de novembro de 2011

JUSTIÇA AFASTA PREFEITO DE UBATUBA POR IMPROBIDADE; E O DE TAUBATÉ?

O juiz da 1ª Vara Judicial de Ubatuba, João Mário Estevam da Silva, afastou o prefeito Eduardo de Souza Cesar (DEM) de suas funções por improbidade administrativa. Um motorista da Prefeitura, usando veículo oficial, distribuía panfletos com propaganda do chefe de Gabinete e virtual candidato a prefeito Delcio José Santos.

MORDOMIA
Em Taubaté, a juíza Patrícia Cotrim Valério, da Vara da Fazenda Pública, determina o afastamento da primeira-dama Luciana Peixoto de suas funções no Fundo Social de Solidariedade e quer saber sob qual fundamento jurídico o prefeito canastrão mantém um carro à disposição da estrela nacional da corrupção municipal, segundo o Fantástico de domingo (27/11).

AUTORIZAÇÃO
O promotor de Justiça José Carlos Sampaio, do Ministério Público de Taubaté, incluiu no pedido de antecipação de tutela, no qual propugnava o afastamento da indigitada do Departamento de Ação Social da Prefeitura, a informação de que a histriônica primeira-dama autorizou despesa de R$ 96 mil. Como assim? Ela não é voluntária?

VEROSSIMILHANÇA
A juíza da Vara da Fazenda Pública conclui que há prova de verossimilhança nas fraudes alegadas pelo Ministério Público para justificar o pedido de afastamento de Luciana Peixoto do Fundo Social de Solidariedade do município.

DANO
A Justiça antevê evidente “perigo de dano irreparável ou de difícil reparação” pois é “evidentemente grave a probabilidade de tais verbas jamais serem ressarcidas ao erário”. Isto foi o que motivou a juíza Patrícia Cotrim Valério a mandar o prefeito canastrão afastar a primeira-dama do FSS.

TEMOR
Na mesma sexta-feira (25/11), logo após o anúncio da decisão de primeira instância, Peixoto disse que recorreria ao Tribunal de Justiça de São Paulo. O prefeito canastrão tem mais medo da primeira-dama que das ordens judiciais.

APOSTA
Começa a correr nas redes sociais apostas sobre os prováveis indiciados no inquérito da Polícia Federal sobre merenda escolar em Taubaté. São basicamente os mesmos nomes que postamos segunda-feira (28/11), na matéria sobre a reportagem do Fantástico de domingo (27/11).

MEMÓRIA
Para refrescar a memória dos leitores, ou aqueles que não viram ainda, eis a nossa aposta: O prefeito canastrão Roberto Peixoto e a histriônica primeira-dama Luciana Peixoto puxam a fila.

OUTROS
Pela ordem de importância, devem ser indiciados o incompetente secretário de Saúde Pedro Henrique Silveira, a ex-chefe de Gabinete Sonia Betin (ou butim, como preferem outros), o diretor de Obras Gerson Araújo, o contador Carlos Anderson e o ex-diretor de Compras da Prefeitura Elói Barbosa.

FAMÍLIA
Família unida permanece unida, diz o dito popular. A PF não poderia deixar de lado a advogada Roberta Flores de Alvarenga Peixoto e seu marido Anderson Ferreira, também conhecido como primeiro-genro, e Viviane Flores de Alvarenga Peixoto. As duas são filhas do Casal 60. Felipe Flores de Alvarenga Peixoto estaria livre neste inquérito, mas responde a outros.

DELATOR
Fernando Gigli, ex-chefe de Gabinete de Peixoto, delator da trama urdida nos porões do Palácio do Bom Conselho para os esquemas de corrupção com merenda escolar e remédios também será indiciado. Gigli aproveitou-se da legislação para delatar seus comparas e ganhar um abrandamento em uma possível condenação judicial.

CURSINHO
O vereador Rodson Lima (PP) postou no Facebook que esteve duas vezes em Limeira em viagem oficial à Limeira. Voltou falando maravilhas da ex-capital das laranjas, uma cidade progressista, sem dúvida. Será que Rodson foi fazer algum cursinho ou só para saber como funciona os bastidores da Prefeitura daquela cidade?

PROXIMIDADE
Há uma frase atribuída a Confúcio segundo a qual os iguais se atraem. A Bíblia também tem citação semelhante. O prefeito Silvio Felix foi afastado do cargo pela Câmara de Limeira na noite de segunda-feira (28/11). Praticamente na mesma hora sua mulher, Constância Felix, e os filhos Maurício e Murilo foram postos em liberdade após três dias de prisão.

BUNDA
No Bom Dia Brasil desta terça-feira (29/11), imagens mostravam os filhos do casal sendo literalmente chutados na bunda pela população limeirense, revoltada com a liberdade dada aos três.

DIFERENÇA
A Câmara de Limeira afastou Silvio Felix por noventa dias, até o encerramento dos trabalhos da CEI que apura irregularidades na administração. O esquema corrupto é igualzinho a Taubaté (merenda, nepotismo, superfaturamento, etc). A diferença é que lá a Câmara Municipal age.

EXPORTAÇÃO
Não se sabe se Rodson Lima foi aprender ou exportar conhecimento. Nosso nobre edil sabe bem como tergiversar quando se trata de política municipal. Ele era contra o afastamento de Peixoto até que os trabalhos da CP fossem encerrados e votou contra a cassação do prefeito canastrão.

MÃO DUPLA
Se foi levar conhecimento a Limeira, Rodson ensinou muito a primeira-dama e o prefeito Silvio Felix. Se viajou para aprender, voltou com a bagagem cheia de “novos” conhecimentos. Esta é a nossa Taubaté.

QUATRO
Efetivamente, só podemos contar com quatro vereadores, dos quatorze que possuímos, interessados no futuro desta urbe quase quatrocentona: Pollyana Gama (PPS), Rodrigo Luís Silva – Digão (PSDB), Maria da Graças (PSB) e Orestes Vanone (PSDB).

SABESP
O assunto da renovação de contrato com a Sabesp está morto, mas não foi enterrado. O pitbull do prefeito canastrão, Monteclaro Cesar, na falta do que fazer na Pasta de ocupa, a da Secretaria de Turismo, tem dito que a Prefeitura aceita criar um conselho municipal para gerir a Sabesp.

AMESTRADO
Com certeza, Monteclaro recebeu autorização de Adair Loredo (o prefeito de fato) para rosnar nas ondas radiofônicas que a Prefeitura concorda com a criação de um Conselho Municipal de Saneamento – ideia da vereadora Pollyana Gama.

USURPAÇÃO
A Prefeitura era contra o Projeto Reluz, indicado por Pollyana Gama. Implantado o projeto, o prefeito canastrão viu que deu certo e pediu a coroa da vitória para si. Agora, a ideia é usurpar outra brilhante ideia da vereadora e colher, lá na frente, os louros da vitória.

DINHEIRAMA
O que eles querem é a dinheirama que a Sabesp deve derramar nos cofres públicos pela renovação do contrato. O projeto 15/11 está parado na Câmara porque o vereador Rodson Lima teve uma recaída e disse que não votará a favor do mesmo. Uma ducha de água gelada na turma do Bom Conselho.

OPOSIÇÃO
Após a declaração de Rodson Lima, o vereador Mário Ortiz (PSD) passou a fazer discurso de oposição contra o projeto. O deputado Padre Afonso também se manifestou no Facebook contra a renovação nos termos atuais. Ambos estavam em cima do muro.

RECAÍDA
A surpreendente posição de Rodson Lima não deve assanhar os eleitores. O vereador só mudou sua posição por uma estratégia política. Pelo sim, pelo não, o vereador nos salvou, pelo menos temporariamente, de mais esta empulhação.