Páginas

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

CÂMARA ABRE CP PARA CASSAR JOÃO RIBEIRO E CEI CONTRA MYRIAM ALCKMIN

Por unanimidade, a Câmara Municipal de Pindamonhangaba aprovou na noite de segunda-feira (05/12) a instalação de Comissão Processante para apurar possíveis irregularidades na contratação da Verdurama para fornecer merenda escolar à rede pública municipal.

Os vereadores Ricardo Piorino, presidente da Câmara, e José Carlos Gomes – Cal, autor da denúncia, não votaram. Os demais, inclusive os vereadores do partido do prefeito João Ribeiro (PPS) votaram a favor da instalação da CP. Foram nove votos a favor e nenhum contra.

RELATÓRIO CONTUNDENTE

Relatório da CEI da Verdurama pede cassação da vice-prefeita Myriam
Alckmin e do prefeito João Ribeiro. Comissão Processante está formada
O relatório do vereador Alexandre Faria (PT) foi contundente. Pede a cassação do prefeito João Ribeiro e da vice-prefeita Myriam Alckmin.

João Ribeiro por não ter tomada nenhuma atitude em relação ao contrato com a Verdurama, mesmo tendo sido alertado que havia inúmeras irregularidades no mesmo.

A vice-prefeita Myriam Alckmin porque tinha conhecimento das irregularidades desde a assinatura do contrato – foi vereadora entre 2005 e 2008 e a Câmara chegou a apurar denúncias que pesavam contra a “concorrência” vencida pela Verdurama.

O relator Alexandre Faria pede que seja apurada a responsabilidade do secretário de Governo Arthur Ferreira dos Santos. Alexandre crê que Arthur sabe muito mais do que disse até agora.

RITO PROCESSUAL

A Comissão Processante da Câmara de Pindamonhangaba será composta pelos vereadores Martim Cesar (DEM), Toninho da Farmácia (PDT) e Dona Geni (PPS).

Com esta comissão, João Ribeiro não precisará de advogado de defesa.

Estranhamente, a Câmara de Pindamonhangaba optou por seguir ritual próprio na Comissão Processante, ignorando o decreto-lei 201/67.

Por este decreto, a Comissão Processante é escolhida por sorteio público. O sorteio em Pinda foi ao contrário: o vereador Janio Lerario (PSDB), que estava inscrito para participar da CP, foi “sorteado” para ficar fora.

CEI DO ADIANTAMENTO

Na mesma sessão de Câmara foi aprovada a CEI do Adiantamento, que envolve diretamente a vice-prefeita Myriam Alckmin.

O vereador Ricardo Piorino é o autor do pedido de CEI. Ele teria apurado que o gabinete da vice-prefeita de Pindamonhangaba apresentou despesas exageradas com adiantamentos para viagens.

Uma doação suspeita que teria sido feita para a campanha a deputada estadual de Myriam Alckmin nas eleições de 2010 deverá ser objeto de investigação.

O bicho vai pegar em Pinda em ano eleitoral.

Com a aprovação da CEI, a possível candidatura de Myriam Alckmin a prefeita não passará de um sonho longamente acalentado por seu pai, Fernando Nogueira – um grande articulador político.

Quem será beneficiado? O ex-prefeito Vito Ardito Lerario (PSB), que será candidato a prefeito pela quarta vez ou Paulo Sérgio Torino (PMDB), que tenta novamente a Prefeitura após ter fracassado em 2004?