Páginas

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

LUIZINHO DA FARMÁCIA SE MANDA PARA LAS VEGAS E NÃO VOTA PEDIDO DE CP

A sessão ordinária de quarta-feira (15/02) da Câmara Municipal de Taubaté será presidida pelo vereador Mário Ortiz (PSD). Isto porque o presidente da Casa, vereador Luizinho da Farmácia (PR), resolveu passar o Carnaval em Las Vegas. Feliz coincidência. Não precisará votar o pedido de CP do vereador Digão (PSDB).

Las Vegas é a capital mundial da jogatina, dos cassinos suntuosos, dos hotéis de luxo. A cidade foi erguida pelos mafiosos americanos a partir dos anos 1940, no Estado de Nevada, para ser exatamente isso: a capital mundial do jogo.

Diz-se que o astronauta Neil Armstrong afirmou que conseguia enxergar do espaço a cidade de Las Vegas por sua iluminação feérica, quando viajava para a lua. OBS: havia grafado Louis Armstrong. Um amigo internauta me corrigiu.

Luizinho estaria em Las Vegas para passar o Carnaval
Fosse eu dono de cassino em Las Vegas não permitiria que o vereador Luizinho da Farmácia fizesse uma fezinha na roleta ou em uma das centenas de máquinas caça-níqueis que pululam no deserto de Nevada.

Com a sorte que tem (Luizinho disse há seis meses na Câmara que ganhou duas vezes na Loteria Federal), ele levaria todos os prêmios de meu hipotético cassino.

Uma última pergunta: a viagem de Luizinho Las Vegas foi paga com o que sobrou dos prêmios da Loteria Federal?

COMO FICA BILILI NA VOTAÇÃO DA CP?

O vereador Digão apresentou novas denúncias contra o prefeito canastrão e juntou provas inquestionáveis de pagamentos feito à Home Care após o encerramento do contrato desta empresa com a Prefeitura.

Por ser o denunciante, Digão está legalmente impedido de participar da votação do pedido de abertura de nova CP contra Peixoto.

Será substituído por José Antonio de Angelis – Bilili (PSDB), amigo e admirador de Peixoto. Saia justa para o suplente que pretende se eleger em outubro pelos PSDB, é amigo pessoal do prefeito do PMDB e usa o gabinete de um vereador do PV (Henrique Nuns) para pedir votos e manter atualizado o cadastro de quase três mil eleitores que diz possuir.

Como votará Bilili? E Jeferson Campos (PV), que não precisou votar na última CP por ser o denunciante? Será que o vereador Alexandre Villela (PMDB), que votou pela cassação de Peixoto, volta atrás e vota contra a abertura de nova CP?

São questões que só serão respondidas nesta quarta-feira (15/02).

Se ficar provado que Peixoto mandou pagar a Home Care à posteriori, em tese cometeu crime passível de cassação. É isto que está em questão.

Na sexta-feira (10/02), Jacir Cunha estava na Rádio Metropolitana dizendo que Digão havia requentado denúncia já apurada e que se tratava de politicagem.

Jacir Cunha não supunha que Digão estivesse ouvindo o programa. O vereador entrou em contato por telefone com a emissora e desmentiu, palavra por palavra, tudo o que o assessor político do prefeito canastrão acabara de falar.

O vereador Mário Ortiz (PSD) preside a sessão. Luizinho da Farmácia se mandou para Las Vegas e seria substituído pelo suplente Roderico Prata Rocha (PSC) se tivesse feito pedido de afastamento. Não consta que Luizinho fez tal pedido. Ele faltará trabalho.