Páginas

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

PRIMEIRA SONDAGEM ELEITORAL SOBRE SUCESSÃO EM TAUBATÉ EM ANDAMENTO

A primeira sondagem eleitoral sobre as eleições municipais de outubro está em andamento. Os pesquisadores estão nas ruas de Taubaté e São José dos Campos para saber qual a preferência atual do eleitor. Até o dia da eleição, muita água vai passar debaixo da ponte.

A sondagem eleitoral é feita em nome do jornal O Vale e deve ser concluída até esta sexta-feira. Registrada em cartórios eleitorais das duas cidades, seus resultados podem ser conhecidos na edição de domingo.

Especulo com o domingo porque é mais provável que o jornal aproveite este dia para divulgar sua pesquisa, que já é aguardada com ansiedade pelos candidatos a prefeito de Taubaté e São José dos Campos.

Poderemos aferir se a invasão do Pinheirinho pelas tropas do governo de São Paulo prejudicou de alguma forma o desempenho dos tucanos nas duas principais cidades do Vale do Paraíba.

População de SJC protesta contra brutalidade da PM no Pinheirinho
O taubateano Zeca Cobra participou da passeata de protesto realizada hoje (02/02/12) em São José dos Campos. É dele a foto nesta postagem.

Na noite de quarta-feira alguém me enviou, via Facebook, o improvável resultado de uma pesquisa que teria sido feita em janeiro em Taubaté. A posição dos candidatos na pesquisa é praticamente a mesma de outras feitas no ano passado.

Além da pesquisa d’O Vale, outra estava sendo realizada em Taubaté pela empresa do professor Arcione. Desconheço o resultado desta pesquisa.

Em Taubaté, os candidatos são os mesmos que se especula nas rodas políticas da cidade. Abaixo, por ordem alfabética, os prováveis candidatos a prefeito de Taubaté.

Adair Loredo (PMDB): bancado pelo ex-deputado Ary Kara, venceu a disputa interna com Anthero Mendes Pereira, que contava com o apoio da primeira-dama Luciana Peixoto.

Isaac do Carmo (PT): não apoiou a vice-prefeita Vera Saba quando o prefeito Roberto Peixoto podia ser cassado pela Câmara. Sua indecisão e o silêncio sobre a situação de Peixoto pesarão contra ele, além de sua baixa densidade eleitoral.

Mário Ortiz (PSD): Seu partido não tem tempo de televisão. Bem cotado entre os eleitores, é um nome forte na sucessão de Peixoto. Precisa, porém, resolver um problema jurídico antes de lançar-se candidato a prefeito.

Ortiz Jr (PSDB): Ficou em terceiro lugar na eleição municipal de 2008. Peixoto foi reeleito. Na campanha para deputado estadual em 2010 obteve cerca de 30 mil votos em Taubaté, mesmo com apoio do pai (José Bernardo Ortiz), de Gabriel Chalita e do então candidato a governador Geraldo Alckmin.

Padre Afonso (PV): Precisa ampliar sua coligação para ganhar mais tempo de televisão. Ficou em segundo lugar na última eleição para prefeito (2008) e obteve aproximadamente 45 mil votos em Taubaté em sua campanha para deputado estadual.

Pollyana (PPS): Presidiu a comissão processante com denodo, que levou o prefeito Roberto Peixoto ao banco dos réus. Luta bravamente para que o acordo com a Sabesp seja feito em bases justas. Denunciou a defasagem salarial dos funcionários públicos municipais no início de 2011. Acertou. A Prefeitura fechou o ano quebrada, sem reajustar os salários dos servidores públicos.

Agora, só nos resta aguardar o resultado da pesquisa. Faltam menos de 250 dias para as eleições.