Páginas

sexta-feira, 16 de março de 2012

TCE QUER EXPLICAÇÕES DE PEIXOTO SOBRE CONTRATADOS DA PREFEITURA

O relatório do auditor Samy Wurman, do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo, traz uma lista imensa de nomes de funcionários contratados pelo prefeito Roberto Peixoto sem o devido concurso público.

O período auditado é o ano de 2010. O processo tem o número TC-1030/14/11.

A Secretaria da Educação é a área mais crítica.

Só para inspetores de aluno são 57 nomeações. Professores de educação infantil mais 26, fora os mais de 500 professores.

Há também a contratação de médicos, enfermeiros, dentistas, auxiliares de gabinetes dentários, auxiliar de lavanderia, etc.

O Tribunal de Contas pede explicações ao prefeito canastrão sobre as contratações temporárias.

Pode-se inferir que os professores contratados são os mesmos que acabam demitidos ao bel prazer da primeira-dama Luciana Peixoto quando o sonolento prefeito descobre que a folha de salários da Prefeitura superou o teto estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal.

Procure em sua área de interesse os nomes dos contratados pela Prefeitura. Com certeza encontrará pelo menos um conhecido.

Se você fez concurso e não foi chamado, esta é a prova que o prefeito canastrão não está nem ai com os concursados.

Abaixo, o relatório do auditor Samy Wurman, publicado no Diário Oficial do Estado de quarta-feira (14/03).

Confira os nomes: