Páginas

quinta-feira, 3 de maio de 2012

PV NA ENCRUZILHADA, FICA SEM ALTERNATIVA E ABRAÇA O PMDB

Na véspera do feriado de 1º de maio, o deputado Padre Afonso reuniu seus principais assessores políticos e membros do diretório municipal do PV para tratar de alianças visando as eleições municipais de outubro.

Na noite de segunda-feira (30/04), venceu a corrente que pretende coligar o partido ao PMDB.

O desejo do grupo é convencer o vereador Alexandre Villela aceitar a candidatura a vice-prefeito na chapa de Padre Afonso.

As negociações com o vereador começaram na quinta-feira da semana passada. A reunião foi na casa de uma assessora de Padre Afonso.

Participaram do encontro os vereadores Alexandre Villela, Ary Filho e Carlos Peixoto. A reunião foi confirmada por uma assessora do deputado, mas o pedido teria partido dos vereadores.

Segundo esta fonte, os parlamentares estavam com pressa em fechar o nome do vereador Ary Kara como vice de Padre Afonso e dizia que na manhã seguinte teriam reunião com outro candidato a quem pretendiam levar apoio.

À medida que se aproxima o período para a realização das convenções municipais, mais aumenta o número de reuniões, conversas e cochichos de bastidores.

Só saberemos de verdade o que vai acontecer durante as convenções municipais. Só aí saberemos quem tem garrafa vazia pra vender.

Os 180 pré-candidatos e os 14 partidos coligados ao PSDB são obrigados a ouvir a sensaboria do tucano Bernardo Ortiz Júnior, que faz de tudo para se popularizar junto ao eleitorado.

Vai à missa de manhã, ao culto à noite, manda sua mulher desfilar no carnaval, faz reuniões todos os dias, em todos os bairros, mas não decola.

Bernardo Ortiz Júnior estaria tecnicamente empatado com Padre Afonso em uma destas pesquisas.

Agora, a pergunta que não quer calar. Onde o tucano arruma tanto dinheiro para gastar na mais rica pré-campanha eleitoral jamais vista em Taubaté?