Páginas

terça-feira, 12 de junho de 2012

PMDB E PPS SE UNEM EM PINDA PARA DERROTAR VITO ARDITO EM OUTUBRO

Eleições são surpreendentes e negociações políticas mais surpreendentes ainda. A composição envolvendo Paulo Sérgio Torino (PMDB) e Myriam Alckmin (PPS) é uma destas surpresas que acontecem em eleições municipais.

ALIANÇA
A aliança PMDB/PPS foi articulada uma semana antes da convenção partidária realizada domingo (10/06), que confirmou Paulo Sérgio Torino (PMDB) candidato a prefeito e Myriam Alckmin (PPS) candidata a vice.

NOIVA
O PT era a noiva escolhida pelo PMDB para as eleições de outubro. O objetivo era manter, em Pindamonhangaba, a coligação federal PT/PMDB, impor uma derrota ao ex-prefeito Vito Ardito e impedir a volta do PSDB ao governo municipal.

BUNDA
Torino namora PT até uma semana antes do enlace e se casa com PPS
Com quatro pretendentes ao cargo de vice-prefeito de Torino, o PT não chegou a um nome de consenso. Carlos Casé (PT), subprefeito de Moreira César, poderia naturalmente ser o nome indicado. Não deu certo. Torino desistiu da espera e meteu o pé na bunda da noiva na porta da igreja.

ENREDO
Este era o enredo das eleições municipais em Pindamonhangaba. Torino seria candidato a prefeito pelo PMDB e o PT lançaria o candidato a vice-prefeito. Sivanilde Kogempa, presidente do diretório municipal do PT em Pinda, dava como certa a coligação há uma semana.

PRAGMATISMO
A demora do PT para decidir quem seria candidato a vice-prefeito na chapa de Torino e as dificuldades que enfrentaria a própria vice-prefeita Myriam Alckmin aproximou PMDB e PPS.

INTROMISSÃO
Torino compôs com Myriam Alckmin porque o adversário de ambos é o pré-candidato do PSDB Vito Ardito, que seria forte o bastante para vencer as eleições se ela fosse fragmentada entre vários candidatos.

TELEVISÃO
A possível proximidade de pelo menos uma ala do PT com o tucano Vito Ardito tornou viável a coligação PMDB/PPS. Com isso, Torino vai para a disputa eleitoral com 17 minutos e tempo na televisão: 8,5 minutos à tarde e 8,5 minutos à noite, no horário nobre. Nada mal.

PROCUPAÇÃO
O fato do vereador Isael Domingues (PV) ser cotado para vice de Vito Ardito (PSDB) também foi considerado por Torino. Eleito pelo PSDB, Isael trocou de sigla partidária há cerca de um ano. Acomodou-se no PV e tornou-se pré-candidato a prefeito pelo partido.

TENTATIVA
O coordenador regional do PMDB, Ary Kara, bem que tentou colar Isael Domingues em Torino. As tratativas foram iniciadas mas não prosperaram.

ILHA
O PMDB de Pindamonhangaba é uma ilha para Ary Kara. Lá quem manda é o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, ex-candidato a governador de São Paulo pelo PSB e provável futuro candidato a governador pelo PMDB.

CANDIDATURAS
O PT deve lançar candidatura própria em outubro. Os cargos que o partido detinha na Prefeitura foram devolvidos. Pelo menos por enquanto, Pindamonhangaba terá três candidatos. Poderá ter quatro se Isael Domingues confirmar sua candidatura.