Páginas

quarta-feira, 11 de julho de 2012

CIDADÃO PINDAMONHANGABENSE
SUA A CAMISA PELA COMUNIDADE

Ser cidadão pindamonhangabense exige que o homenageado tenha prestado relevantes serviços ao município. A Câmara Municipal de Pindamonhangaba debate à exaustão a concessão de títulos de cidadania, até que os vereadores se convençam que o escolhido merece a comenda.

Há mais de quarenta anos mantenho convivência estreita com Pinda. Primeiro como soldado do Exército, depois como jornalista. Hoje, como um cidadão apaixonado por esta bela e pujante cidade, que sempre me trás boas recordações profissionais.

Foi em Pindamonhangaba onde iniciei minha carreira de radialista, pelas mãos de José Luiz da Silva, na Rádio Difusora local. Meus primeiros anos no jornalismo impresso foram exercidos em Pindamonhangaba com o Zé do Jornal (Jornal da Cidade) e como correspondente do ValeParaibano.

Nestes anos todos, creio, não chega a dez o número de título de cidadão concedido pela Câmara Municipal de Pindamonhangaba.

A forma criteriosa como são ofertados títulos de cidadão Pindamonhangaba não significa conservadorismo dos vereadores.

Antes, significa acuidade do parlamento. O título de cidadão pindamonhangabense, concretizado por um diploma, não é um documento para ser esquecido no fundo de uma gaveta.

Emocionado, Una exibe diploma de cidadão pindamonhangabense,
honraria concedida pelo vereador Abdala Salomão (PSDB)
O diploma é para ser pendurado no melhor espaço da sala de visitas, à exibição de todos os olhares.

O que é preciso para ser cidadão pindamonhangabense?

Residir na cidade não garante título de cidadania a ninguém.

Na sessão solene de 10 de julho deste ano (307º aniversário de emancipação política e administrativa da cidade), dois cidadãos foram agraciados com títulos de cidadãos pindamonhangabenses.

O professor Alfredo de Andrade – Una, foi um dos homenageados. Professor de educação física, está na cidade há mais de 50 anos, aonde chegou no final dos anos 1950.

Una formou a primeira seleção de vôlei da cidade para disputar os jogos regionais. Foi o organizador do primeiro jogo de vôlei internacional no Vale do Paraíba, quando trouxe a seleção do Canadá a Pindamonhangaba.

Una, literalmente, suou a camisa para receber seu título de cidadão pindamonhangabense. Após três anos de intensa discussão, Una, finalmente, foi homenageado pelo município de Pindamonhangaba. 


O objetivo desta postagem é chamar a atenção dos parlamentares para o  título de cidadania, que é o reconhecimento aos cidadãos pela sua probidade e serviços prestados ao município que escolheu para viver. Não pode, portanto, ser distribuído a esmo.

Vereador Jair Roma (PPS) concede título de cidadania à Dona Ziza, pelo trabalho social que desenvolve em Pinda