Páginas

sexta-feira, 6 de julho de 2012

TODO POLÍTICO É CORRUPTO UMA OVA! (1)

Antes do golpe militar de 64, que depôs o presidente João Goulart, a nação via nos políticos os agentes transformadores da sociedade. Os comícios reuniam milhares de pessoas. Não existia televisão, muito menos internet e celular. O eleitor era politizado.

Após 1964 começou o processo de desmanche do gosto popular pela política.

Nas escolas de todo o país introduziu-se a insossa matéria sobre Organização Social e Política Brasileira (OSPB).

O objetivo era enaltecer os golpistas e tornar os políticos pessoas vis.

Mesmo político que apoiou o golpe militar teve sua reputação indelevelmente manchada, como o ex-governador paulista Adhemar de Barros (não o estou defendendo).

Adhemar de Barros se enquadra perfeitamente neste perfil. Foi atribuída a ele a frase roubo, mas faço, que continua no imaginário popular até hoje.

Adhemar apoiou o golpe militar e foi cassado. A frase que teria dito entrou para o folclore político nacional e virou verdade factual.

Mais de meio século depois, os estrategistas do golpe militar alcançaram seu objetivo: desmobilizar o povo e afastá-lo das lides políticas.

Para as ditaduras prosperarem, o povo precisa ser afastado.

Assim foi feito no Brasil. Para o golpe perdurar, era preciso um governo sem povo. Mesmo após a redemocratização no final dos anos 1980, político era vendido como mercadoria de segunda. Continua assim até os dias atuais.

Não caia na esparrela que todo político é corrupto para se distanciar da política.

Pelo contrário. Quanto mais perto você estiver, menos os políticos corruptos terão campo fértil para atuar.

Portanto, não deixe de votar.

Voto em branco ou voto anulado serve à corrupção.

De forma geral, os políticos são bem intencionados.

As exceções você conta nos dedos.

Todos sabem, ou deveriam saber, quem são os políticos corruptos de Taubaté.

O candidato que você vir na televisão é o mesmo que você encontrará pedindo votos.

Eleição municipal é legal por isso. Não há ideologia.

Você é capaz de votar em um candidato de partido de direita com a mesma tranquilidade de quem vota em partido de centro ou de esquerda.

Em eleição municipal, o candidato visto na televisão é o mesmo com quem você pode topar qualquer esquina da cidade.

A corrupção pode diminuir drasticamente com a nossa participação na vida política.

Nem todos os políticos que se candidatam são corruptos ou ladrões. Quem pensa assim, está fazendo o jogo dos corruptos e ladrões que, sem fiscalização, poderão roubar à vontade.

Combater a corrupção é um dever cívico. Portanto, vote!