Páginas

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

PRE NÃO ACEITA RECURSO DE VITO ARDITO;
CANDIDATURA DO TUCANO NAUFRAGA

Vito Ardito pode sofrer na próxima semana um dos maiores revezes de sua carreira política. O procurador regional eleitoral Paulo Thadeu Gomes deu parecer contrário ao recurso do tucano, que pretendia reverter a decisão da Justiça Eleitoral de Pindamonhangaba que indeferiu sua candidatura com base na Lei da Ficha Limpa.

O procurador eleitoral de Pindamonhangaba pediu o indeferimento da candidatura de Vito Ardito com base em condenação sofrida pelo tucano em 2004 quando se reuniu com a candidata tucana Sandra Tutihashi em um centro comunitário da cidade para pedir votos, o que é proibido pela legislação eleitoral.

A condenação do tucano se deu em 10 de outubro de 2004.

Sandra Tutihashi teve sua candidatura a prefeita cassada naquele ano.
Vito Ardito ficou inelegível por oito anos. O prazo vence dia 10 de outubro deste ano, três após as eleições.

O tucano disputou as eleições para prefeito em 2008, quando foi fragorosamente derrotado.
Voltou à lide política em 2010, quando disputou uma vaga para a Assembleia Legislativa.

Os votos recebidos naquela oportunidade não o tornaram deputado.
Vito Ardito não queria ser esquecido pelos eleitores pensando na campanha deste ano.

Ele não contava, porém, que o Supremo Tribunal Federal (STF) aprovaria a Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/2010).
A Lei de Ficha Limpa deve enterrar a candidatura de Vito Ardito a prefeito de Pindamonhangaba.

À tarde, já se comentava em Pindamonhangaba que a cúpula estadual do PSDB teria chamado Vito Ardito a São Paulo para que se alinhavasse novo candidato a prefeito da cidade. O vereador Janio Lerario, irmão de Vito Ardito, seria o nome escolhido para disputar a Prefeitura da cidade.

A decisão tucana pode ter desagradado o vereador Isael Domingues, candidato a vice-prefeito na chapa de Vito Ardito, preterido para ser candidato a prefeito em lugar de Vito Ardido, caso o TRE aceite o parecer da PRE e a decisão da Justiça Eleitoral de Pindamonhangaba de manter o tucano Vito Ardito fora das eleições municipais de outubro.
A situação do vereador Isael Domingues é vexaminosa.Trocou o PSDB pelo PV. Depois aceitou o convite do PSDB para ser candidato a vice-prefeito.

O PSDB havia pedido na Justiça Eleitoral o mandato do vereador Isael Domingues.

Isael viria a ser aliado de Vito Ardito e agora pode perder seu cargo de vereador.

O advogado do vereador se afastou do caso.

Isael ganha mais uns dias na Câmara Municipal mas não ganha o cargo de candidato a prefeito na chapa encabeçada pelo PSDB.

Se quiser, será candidato a vice-prefeito. E olhe lá!