Páginas

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

ORTIZ JÚNIOR É RÉU NA 14ª VARA
DA FAZENDA PÚBLICA DE SP. LEIA
AS 28 PÁGINAS DA DENÚNCIA

Para o eleitor taubateano não ficar com a sensação de um gosto amargo na boca e de que foi traído pela propaganda eleitoral enganosa perpetrada pela campanha do tucano sufragado nas urnas por quase cem mil eleitores, reproduzo abaixo a petição do Ministério Público à 14ª Vara da Fazenda Pública da Capital.

O tucano faz galhofa com a Justiça Eleitoral de Taubaté. Driblou os oficiais de justiça o quanto pôde para não ser citado sobre o processo que pede a cassação do registro de sua candidatura a prefeito desta urbe quase quatrocentona.

Ortiz Júnior atuou com desenvoltura nos bastidores da FDE, sob o guarda-chuva protetor de seu pai, o ex-prefeito taubateano José Bernardo Ortiz. As histórias da atuação do tucano são muitas e envolvem sua correria atrás de empreiteiras contratadas para fazer reformas escolares na imensidão deste Estado.

O esquema mafioso era comandado pelo próprio Ortiz Júnior, denuncia o Ministério Público. Não se trata apenas da compra superfaturada de mochilas escolares, que lhe rendeu R$ 1,74 milhão em propina.

Aqui está, para comprovar as denúncias que temos feitos sobre a atuação de Ortiz Júnior nos porões da FDE, a petição inicial da 4ª Promotoria do Patrimônio Público da Capital.

O processo tramita na 14ª Vara da Fazenda Pública da Capital sob o nº 0045527-93.2012.8.26.0053.

O Ministério Público Eleitoral de Taubaté possui uma bateria de documentos que comprometem sobremaneira a campanha do tucano à Prefeitura desta cidade e põe em risco a diplomação de Ortiz Júnior.

O réu galhofeiro não leva a sério a Justiça Eleitoral porque crê ser esta uma justiça menor, que não o alcançará no topo da árvore em que se encontra.

Ortiz Júnior zomba e se esconde dos oficiais de justiça, mas aparece na Câmara Municipal para discutir com os vereadores o orçamento municipal de 2013, que ele pensa que administrará.

O Velhinho de Taubaté acredita nas provas coligidas pelo Ministério Público e na punição exemplar do aprendiz de mafioso.

Contudo, é preciso mobilização popular, mostrar nossa indignação nas ruas para estancar a água da corrupção que está encobrindo a nossa laboriosa Taubaté.

AQUI, AS 28 PÁGINAS DA PETIÇÃO DO MP. É NITROGLICERINA PURA