Páginas

sábado, 8 de dezembro de 2012

A FORCA ESTÁ NO PESCOÇO DE
ORTIZ JR. BASTA PUXAR A CORDA

O juiz eleitoral de Bragança Paulista, Juan Paulo Haye Biazevic, cassou o registro da candidatura do prefeito eleito Fernão Dias da Silva Leme (PT) por abuso de poder econômico.

O prefeito eleito foi acusado por seu adversário, Renato Franginne (DEM), 2º colocado nas eleições, que será diplomado e empossado no cargo se o TRE  não reformar a sentença monocrática da Justiça Eleitoral do município.

A situação do prefeito eleito de Taubaté, Ortiz Júnior, é infinitamente mais grave. Não se trata apenas de abuso de poder econômico.

As denúncias contra o tucano envolvem a FDE, onde Ortiz Júnior teria atuado com a desenvoltura de um funcionário do órgão presidido por seu pai, José Bernardo Ortiz.

O MPE de Taubaté protocolou, pouco depois das 17 horas do dia 28 de outubro, data do segundo turno da eleição municipal, pedido de cassação do registro da candidatura de Ortiz Júnior.

Ao contrário de Bragança Paulista, onde a denúncia foi feita pela oposição, em Taubaté a denúncia é do Ministério Público Eleitoral.

No ano passado, entre outubro e dezembro, Ortiz Júnior estava a pleno vapor com sua pré-campanha: promoveu chá na casa de cabos eleitorais com possíveis eleitoras na Esplanada Santa Terezinha e patrocinou um evento musical gospel no Parque Aeroporto.

A compra de votos fica nítida com a Ótica Móvel do tucano no Parque Aeroporto. Cada eleitor, para ser consultado gratuitamente por um especialista, era obrigado a apresentar CPF, RG e comprovante de endereço.

O evento foi realizado na igreja Menino Jesus. Pena que ninguém enxergou a trapaça eleitoral do tucano

CONFIRAM OS CARTAZES das ditas promoções e me digam se isto não configura abuso de poder econômico?





EIS A DECISÃO DO JUIZ JUAN PAULO HAYE BIAZEVIC

Ante o exposto, julgo parcialmente procedente a ação de investigação judicial oferecida pela COLIGAÇÃO ESTÁ NASCENDO UM NOVO DIA em face de COLIGAÇÃO VOCÊ PODE MUDAR BRAGANÇA, FERNÃO DIAS DA SILVA LEME e HUGUETE THEODORO DA SILVA, para reconhecer a prática de ato de abuso de poder econômico apenas no evento realizado no dia 05 de outubro de 2012, afastando as demais imputações.

Casso o registro de candidatura de FERNÃO DIAS DA SILVA LEME e HUGUETE THEODORO DA SILVA.

Declaro FERNÃO DIAS DA SILVA LEME e HUGUETE THEODORO DA SILVA inelegíveis para as eleições a se realizarem nos 8 (oito) anos subsequentes ao pleito eleitoral de 2012.

JUAN PAULO HAYE BIAZEVIC
Juiz Eleitoral

A notícia completa pode ser acessada no sítio do jornal O Atibaiense.