Páginas

domingo, 16 de dezembro de 2012

DEPUTADO DO PV BLINDA
BERNARDO ORTIZ NA ALESP

Deputados tucanos e seus aliados verdes não permitem que a Comissão de Educação e Cultura da Assembleia Legislativa avance nas investigações sobre possíveis irregularidades na FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação), presidida pelo ex-prefeito de Taubaté, José Bernardo Ortiz, atualmente suspenso do cargo por determinação judicial.

A reunião que seria realizada quinta-feira (13/12), com a presença do empresário Djalma Santos, não aconteceu por falta de quorum. O deputado Beto Trícoli, membro da Comissão de Educação e Cultura e líder da bancada do PV, pediu vistas no processo e adiou a convocação de Bernardo Ortiz.

O presidente da Comissão, deputado Simão Pedro (PT), havia conseguido a aprovação de seus pares para convocar o empresário e inquiri-lo sobre as denúncias que fez à revista IstoÉ de formação de cartel de empresas fornecedoras de material escolar para vencer o pregão 36/00499/11/05 e posterior fornecimento de cerca de 4 milhões de mochilas escolares.

A Comissão de Serviços Públicos Obras tem interesse em saber de Bernardo Ortiz como são contratadas as construtoras responsáveis pelas reformas escolares e a que custo.

Auditoria feita pelo Tribunal de Contas do Estado aponta possíveis irregularidades como superfaturamento, obras entregues e pagas sem que os serviços tenham sido realizados e assim por diante.

Deputados tucanos e verdes se aliam na Alesp para impedir a convocação de Bernardo Ortiz e evitar possíveis prejuízos ao governador Geraldo Alckmin nas eleições de 2014.

A posição do PV explica, em parte, a declaração de apoio do deputado Padre Afonso de apoio ao tucano Ortiz Júnior no segundo turno da eleição municipal deste ano no segundo turno após fragorosa derrota no primeiro turno.

O que está em jogo são as eleições de 2014. Alckmin sonha com sua candidatura à presidência da República pela segunda vez – perdeu para Lula em 2006. Terá que vencer a disputa interna fratricida com Serra e Aécio Neves.

Por isso tucanos e verdes se aliam em São Paulo para blindar Ortiz e evitar uma investigação bem acurada na FDE, por exemplo, onde há muitos ralos por onde escoa o dinheiro público.

Abaixo, o edital de convocação da Comissão de Educação e Cultura da Alesp para uma reunião que não houve por falta de quorum.


Comissão de Educação e Cultura

CONVOCAÇÃO


Convoco, nos termos do artigo 47, § 2º da XIV Consolidação do Regimento Interno, as Senhoras Deputadas e os Senhores Deputados abaixo relacionados, membros desta Comissão, para uma Reunião Extraordinária a realizar-se no dia 13/12/2012 , quinta-feira, às 10:00 horas, no Auditório Teotônio Vilela, com a finalidade de ouvir, em caráter reservado, o Senhor Djalma S. Silva, convidado para prestar esclarecimentos sobre as denúncias de irregularidades envolvendo a FDE, divulgadas em matéria veiculada pela revista semanal "Isto É" em sua edição nº 2.232, conforme requerimento aprovado pela Comissão, na  data de 05/12/2012.




Membros Efetivos

Membros Substitutos
Mauro Bragato
PSDB
Marcos Zerbini
Roberto Engler
PSDB
Maria Lúcia Amary
Welson Gasparini
PSDB
Pedro Tobias
João Paulo Rillo
PT
Marco Aurélio de Souza
Simão Pedro
PT
Telma de Souza
Edmir Chedid
DEM
Gilson de Souza
Beto Trícoli
PV
Reinaldo Alguz
Edson Ferrarini
PTB
Campos Machado
Carlos Giannazi
PSOL

André do Prado
PR

Leci Brandão
PC do B
Pedro Bigardi

Sala das Comissões, em 11/12/2012



Deputado Simão Pedro
Presidente



Publicar dia(s) 12, 13/12