Páginas

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

DIA "D" PARA ORTIZ JÚNIOR
SERÁ NA PRÓXIMA TERÇA

O juiz eleitoral de Taubaté, Flávio de Oliveira Cesar, designou para terça-feira (11/12) a audiência de instrução e oitiva das testemunhas de defesa e de acusação no processo em que o Ministério Público Eleitoral pede a impugnação do registro da candidatura do tucano Ortiz Júnior.

A advogada Gladiwa Ribeiro, ex-chefe de gabinete de José Bernardo Ortiz na FDE, será uma das testemunhas arroladas pelo Ministério Público Eleitoral. Também devem depor o empresário Djalma Santos, o advogado Eduardo Bello Visentin, o diretor da FDE Cláudio Falotico, conhecido por Papai Noel, e o motorista Marco Nunes, além de um funcionário da FDE de nome Jonas.

A audiência começa às nove horas da manha e pode se estender pelo dia todo. Não se sabe quem serão as testemunhas de Ortiz Júnior, que apresentou sua defesa prévia segunda-feira (03/12).

Possivelmente entre os dias 12 e 18, um dia antes da diplomação dos candidatos eleitos, seja dada a sentença ao pedido de impugnação do registro da candidatura do tucano Ortiz Júnior.

A expectativa em torno do comparecimento do tucano na audiência de instrução é grande. Se fugir, para procrastinar a decisão judicial sobre seu futuro político, Ortiz Júnior será cobrado pela população pela fuga.

A situação política do tucano é complicadíssima, mas Ortiz Júnior se finge de morto e continua reunindo auxiliares para discutir o orçamento de 2013. Ou seja, o réu acredita que está imune e governará Taubaté. Será?