Páginas

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

HENRIQUE NUNES É O GRANDE
VITORIOSO NA NOVA CÂMARA

O ex-vereador Henrique Nunes (PV) pode ser considerado o grande vitorioso na composição da mesa diretora da Câmara Municipal. Os cargos mais importantes depois da presidência da Mesa serão ocupados por vereadores de seu grupo político.

O vereador Carlos Peixoto (PMDB) foi eleito 1º secretário da Mesa da Câmara. Salvador Soares (PT), que teve sua campanha articulada por Henrique Nunes, elegeu-se 1º vice-presidente da Câmara Municipal.

Henrique Nunes, mesmo fora do legislativo, continuará ditando regras, pois outros dois vereadores de seu grupo político foram reeleitos: Luizinho da Farmácia (PR) e Jeferson Campos (PV).

O ex-vereador foi um dos articuladores da absolvição do ex-prefeito Roberto Peixoto (sem partido) no ano passado e responsável pelas composições das mesas diretoras da Câmara ao longo de seu último mandato.

A eleição de Bilili de Angelis (PSDB) para a Câmara Municipal pode ser credita a Henrique Nunes, que emprestou seu gabinete com toda a infraestrutura para o antigo suplente, agora eleito vereador.

Pode-se afirmar que Henrique Nunes terá pelo menos quatro dos 19 vereadores da nova Câmara Municipal prontos a ouvi-lo. Este número pode chegar a cinco, caso o vereador Alexandre Villela (PMDB) adira ao grupo.

Não devemos nos esquecer de que a vereadora Graça (PSB), eleita presidente da Câmara Municipal de Taubaté, poderá, eventualmente, ser prefeita-tampão nos próximos meses, se o TRE confirmar a impugnação da candidatura do prefeito Ortiz Júnior (PSDB) e marcar novo pleito na cidade.

E sabido que a vereadora não tem poder de articulação e muito menos liderança para conduzir com independência o Poder Legislativo taubateano. Graça chegou à presidência da Câmara pelas negociações conduzidas por seu marido, o vice-prefeito Edson Aparecido de Oliveira, que também poderá perder o cargo caso Ortiz Júnior seja defenestrado do Palácio do Bom Conselho.

O horizonte está nebuloso para Taubaté. Ainda não saímos do marasmo político em que nos meteram nos últimos trinta anos. Caímos em areias movediça: quanto mais nos mexemos, mais afundamos.

A possível cassação do prefeito Ortiz Júnior pode mudar o quadro político nada alentador desta urbe quase quatrocentona.

Abaixo, a nova Mesa diretora da Câmara Municipal, com clara predominância do grupo do ex-vereador Henrique Nunes (PV), que ocupam os cargos mais importantes depois da presidência.

Presidente: vereadora Graça (PSB)
1º vice-presidente: vereador Salvador Soares (PT)
2º vice-presidente: vereador Diego Fonseca (PSDB)
1º secretário: vereador Carlos Peixoto (PMDB)
2º secretário: vereador Douglas Carbone (PC do B)

Esta e outras informações você pode ler em nossa fã page.