Páginas

terça-feira, 9 de abril de 2013

QUEM DÁ MAIS?

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

Acelerado pelas medidas populistas da presidente Dilma Rousseff para desoneração de vários setores, como a da energia elétrica e a da cesta básica, o governador Geraldo Alckmin decidiu reduzir as tarifas de pedágio nas rodovias de São Paulo concedidas à iniciativa privada, cobrança que desgasta os tucanos há pelo menos dez anos. O valor da redução pode variar de 10 a 20 por cento, dependendo de cada contrato.

Duas das principais gerenciadoras já fecharam com o governador: as que comandam os sistemas Anchieta-Imigrantes, Anhanguera, Bandeirantes e Castello Branco. As outras concessionárias estão em fase final para o acerto.
Para evitar reduzir e depois aumentar, a medida anunciada agora deve vigorar em junho, mês em que geralmente são feitos os ajustes de contratos.

Nada como uma eleição à vista para o Povo se beneficiar dos apelos políticos.

Falei e disse!