Páginas

quinta-feira, 29 de agosto de 2013

MUITO FRANCA, MONIQUE TOP LEVA
À TV SESSÃO "ORDINÁRIA" DA CÂMARA

O programa “Muito Franca” desta noite (29/08), apresentado pela jornalista Monique Top na TV Cidade, promete. Antes que tentem desqualificar a/o jornalista por sua opção sexual, adianto que Monique Top (nome artístico) tem formação em jornalismo pela Unitau e pós-graduação em jornalismo político.

Dito isto, peço licença à jornalista e apresentadora de televisão para reproduzir sua postagem no Facebook, de onde o retirei, acerca dos lamentáveis acontecimentos na sessão de ontem (quarta-feira) na Câmara Municipal, quando a vereadora Graça, presidente da Casa Dr. Pedro Costa, simplesmente “engavetou” um pedido de instalação de comissão processante feita pelo vereador Salvador Soare (PT).

A se lamentar, a postura do vereador Rodrigo Luís Silva – Digão, presidente do PSDB, e João Vidal (PSB), líder do prefeito na Câmara Municipal. A esperança de renovação no legislativo taubateano se esvai. Digão e Vidal se ombreiam aos parlamentares que formavam a bancada e apoio a Peixoto até o final do ano passado e evitaram sua cassação, absolvendo-o na comissão processante.

Abaixo, o texto de Monique Top

Vamos lá, estive ontem na CÂMARA MUNICIPAL DE TAUBATÉ para acompanhar a polêmica sessão onde o vereador Salvador Soares solicitou a abertura de um processo de investigação sobre o prefeito Ortiz Júnior realizada pelo legislativo desta cidade. Mantendo a indicação do departamento jurídico da casa a presidente Vereadora Graça não aceitou o pedido da abertura do processo e arquivou o caso. A presidente chamou para si a responsabilidade do arquivamento e causou em cadeia inúmeras reações polêmicas. A vereadora Pollyana Gama numa atitude coerente solicitou que a abertura ou não do processo de investigação passasse por votação no plenário da CMT, e teve sua solicitação recusada pela presidência, a vereadora após ter seu pedido ignorado questionou a posição da presidência e questionou o fato da magnitude da votação em plenário não ser sequer considerada. O vereador Rodrigo Luis Silva Digão, por sua vez, criticou a atitude do vereador petista e acusou tal manobra política de oportunista e eleitoreira, fundamentou sua opinião no fato da questão já estar sendo julgada pela Justiça Eleitoral e segundo o vereador, que também preside o PSDB em Taubaté, ele e todos devemos aguardar a decisão da Justiça, a qual deve ser acatada e respeitada por todos. Os vereadores Douglas Carbonne, Luizinho da Farmácia e Alexandre Villela também obtiveram destaque na sessão não deixando passar em branco seus pareceres, sendo assim fizeram jus ao cargo que a população lhes confiou. O vereador João Vidal, líder do governo na CMT, ocupou a tribuna e defendeu o executivo, que segundo ele não pode ter seu trabalho de melhorias em diversas áreas de cidade prejudicado por ações sem fundamentos legais oriundas de uma oposição irresponsável. Os demais vereadores presentes não fizeram nada além do que somar números e esquentar cadeiras uma vez que não apresentaram posições relevantes. Toda a cobertura e entrevistas EXCLUSIVAS desta polêmica sessão você acompanha na ÍNTEGRA e SEM EDIÇÕES na programação da TV CIDADE, com imagens e produção de Claudia Perroni Mello e reportagens da vedete que vos escreve. E segue a cena nesta cidade onde os imperadores e imperatrizes pipocam feito estouro de milho de pipoca, pena que este milho é azedo e ultrapassado. Muito franca.