Páginas

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

CALMA, SABUJOS, ESTOU VIVÍSSIMO

Infelizmente, para os sabujos e lacaios dos ortizes, estou vivíssimo. Dona Morte me visitou pela primeira vez em dezembro de 1990, quando fui baleado num entrevero com bandidos em São José dos Campos. Era policial civil. Após quatro dias internado  numa UTI hospitalar, me recuperei e sobrevivi.

Dona morte não se esqueceu de mim. Ela voltou a me visitar em setembro do ano passado, quando fui hospitalizado vitimado por um infarto. Foram quase 30 dias de internação, um cateterismo e uma angioplastia.

Para desespero dos ortizes e de seus sabujos e lacaios, Dona Morte resolveu dar um tempo para mim. Talvez a próxima visita aconteça daqui a uns dez anos. Creio que ai ela vem para ficar.Até lá, espero, darei muita dor de cabeça aos sabujos e lacaios dos ortizes.

PS: Há uma semana não escrevo porque meu computar está sendo formatado.