Páginas

terça-feira, 17 de setembro de 2013

PT DE TAUBATÉ DEMONSTRA COMPETÊNCIA

Antonio Barbosa Filho

DELFT (Países-Baixos) - Informações que me chegam de variadas fontes trazem um bom ânimo sobre o processo político de Taubaté. O partido mais ativo, da oposição, está caminhando para soluções internas muito maduras, e superando riscos desnecessários, que poderiam ser danosos para toda a cidade.

O pano de fundo é a eleição para prefeito, que teremos seis meses depois que o TRE - Tribunal Regional Eleitoral, confirmar a cassação de Juninho Ortiz. Tal decisão poderá ocorrer nos próximos dias. Será um fato inédito em nossa História, e por isso exige-se imensa responsabilidade das lideranças políticas e da própria sociedade taubateana.

Dúvidas havia se o PT estaria a altura dos imensos desafios que a História colocou no seu caminho. Primeiro, unir suas diversas tendências em disputa interna (é o único partido brasileiro que debate e disputa os cargos de direção, o que é absolutamente democrático). 

Em segundo lugar, partir para a próxima (cada vez mais próxima)  campanha eleitoral com tal unidade, sob nova direção, sem o que seria difícil atrair apoios em outros partidos e movimentos sociais.

A primeira etapa, fundamental, está sendo cumprida com surpreendente competência. Esperávamos, nós observadores, que não somos filiados a nenhum partido e apenas queremos o melhor para a política taubateana) que houvesse uma quase-guerra interna entre Isaac do Carmo, Salvador Khuriyeh, Salvador Soares e Vera Saba, entre outras personalidades de peso no partido.

Há duas ou três semanas, este era o quadro que ameaçava qualquer chance na eleição para prefeito que está ali, na esquina. Mas prevaleceu o bom-senso, pelo que sabemos até este momento. Salvador Khuriyeh e Isaac, dois políticos experientes e com imensa responsabilidade - um já foi prefeito e deputado estadual, outro não chegou a sê-lo devido à fraude eleitoral de 2012 que ninguém conseguiria derrubar, só mesmo o Judiciário - dialogaram civilizadamente, e estão juntos diante da realidade imposta. Devem formar a mesma chapa para a direção municipal do PT.

O vereador Salvador Soares sempre foi um homem de partido, que, aliás, já presidiu em Taubaté. Vem fazendo um dos melhores mandatos  na Câmara Municipal, com amplo reconhecimento popular. Vera Saba, que tem um perfil menos agressivo, mas igualmente fiel aos seus compromissos, tenta formar uma chapa própria na qual seria a presidenta do Diretório Municipal. Parece que está tendo dificuldades, não por falta de méritos, mas porque os demais companheiros preferem outro caminho. É bom que não haja chapa única, a disputa é sempre enriquecedora. Desde que, terminada a apuração, unam-se todos pelo projeto comum.

Eu vi pessoalmente a Vera renunciar a sua candidatura a prefeita, em 2012, em favor de Isaac do Carmo. E seu discurso ficou marcado na minha memória como um dos mais belos momentos de humildade e coragem (humildade por reconhecer que o companheiro tinha a maioria, coragem porque abrir mão da vaidade pessoal e das próprias ambições não é para qualquer um: há que ter coragem) que já testemunhei em Taubaté.

Portanto, a cidade deve estar atenta aos passos que o PT vem dando internamente. Parece que, depois de tantos anos, surge uma força política séria, competente, ligada ao povo, às classes médias, aos movimentos sociais, capaz de assumir a Administração de Taubaté e fazer a necessária superação da crise que se arrasta há trinta anos, com breves intervalos.

Não sou petista, como todos sabem, mas aplaudo o comportamento deste partido, que a nível nacional tanto bem tem feito ao Brasil. Espero, como mero observador (e eleitor de um só voto) que o PT seja reconhecido por meus conterrâneos e tenha a chance de mostrar sua capacidade administrativa e política. 

Tenho até amigos tucanos que pensam o mesmo, diante dos escândalos recentes (na verdade são antigos, mas estavam escondidos a peso de ouro pela mídia) que envolvem o PSDB. Desta vez, se souber agir com abertura, com amplitude, o PT de Taubaté terá todas as condições de acabar com o Fazendão dos Ortizes e dar novos tempos para uma cidade que merece.