Páginas

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

TRE CONFIRMA CASSAÇÃO DO
PREFEITO DE SÃO SEBASTIÃO;
ORTIZ JUNIOR ESTÁ NA FILA

O TRE-SP cassou o diploma do prefeito de São Sebastião, Ernane Billote Primazzi, eleito o ano passado com 15.748 votos (36,47% dos votos válidos). O voto de desempate foi dado ontem (25/09) pelo desembargador Alceu Penteado Navarro, presidente do TRE-SP.

Em sua última participação na corte eleitoral paulista, o juiz Paulo Galízia, relator do mandado de segurança impetrado pelo MPE de Taubaté, que pede a reabertura da AIJE por lavagem possível prática de lavagem d dinheiro na campanha de Ortiz Junior (processo 952-92.2012.6.26.0141) arquivado pela JE sem julgamento, votou a favor da absolvição do prefeito de São Sebastião.

Informações não confirmadas dão conta que Paulo Galízia, teria votado a favor da reabertura do processo contra Ortiz Junior. Segundo a mesma informação, o juiz Roberto Caruso Costabile e Solimene teria pedido vistas do processo, adiando o julgamento para data ainda não confirmada. Ou seja, o tucano conseguiu protelar o julgamento no TRE, mas terá que prestar contas à justiça.

SÃO SEBATIÃO

O julgamento do prefeito de São Sebastião terminou empatado em 3 a 3 na sessão plenária realizada terça-feira (24/09). Votaram contra a cassação de Ernane Primazzi e seu vice, Aldo Pedro Conelian Júnior, a relatora Clarissa Campos Bernardo, o revisor do processo, juiz Costabile e Solimene e o juiz Paulo Galizia, que participou de sua última sessão no TRE.

Primazzi , segundo o TRE, tentou dar um golpe no eleitorado sebastianense ao substituir o então candidato a vice-prefeito Wagner Teixeira de Oliveira em sua propaganda mesmo sabendo que este tinha a candidatura impugnada por decretada da Justiça Eleitoral. Wagner Teixeira teria renunciado à sua candidatura, provavelmente por ser mais popular que seu substituto, às do pleito eleitoral.

Wagner Teixeira de Oliveira, de acordo com a lei da Ficha Limpa, foi considerado inelegível. Recorreu ao TRE e perdeu o recurso. Não podia, portanto, disputar a eleição, como de fato não disputou, mas permitiu que o candidato Ernane Primazzi mantivesse seu nome na propaganda eleitoral, mesmo tendo inscrito em sua chapa como vice-prefeito o candidato Aldo Pedro Cornelian Júnior. O TRE não caiu na esparrela sebastianense.