Páginas

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

CASSADO, ORTIZ JUNIOR GANHA TEMPO
PORQUE SABE QUE SEU TEMPO ACABOU

O juiz Costábile e Solimene, novo relator da AIJE 952-92.2012.6.26.0141, que o TRE determinou fosse desarquivado pela Justiça Eleitoral para apurar possível “lavagem de dinheiro” na campanha de Ortiz Junior a prefeito em 2012, não parece disposto a prorrogar por muito tempo a resposta ao agravo de declaração impetrado por seus advogados para retardar a remessa dos autos para Taubaté.

A manobra jurídica tem como único objetivo “ganhar tempo”. Por isso os experientes advogados de Ortiz Junior encontram um pelinho aqui, outro ali e conseguem dar um fôlego para o prefeito cassado respirar. Quando o processo estiver na Justiça Eleitoral de Taubaté, a juíza Sueli Zeraik deverá ouvir personagens da "lavanderia Ortiz Junior", entre os quais o coronel Athayde do Amaral e o engenheiro Chico Oiring. O único efeito prático da petição é retardar o processo.

Em março, quando a Justiça Eleitoral extinguiu a investigação por suposta lavagem de dinheiro, sob a alegação de litispendência (mesma causa de pedir e mesmos litigantes), provavelmente Ortiz Junior comemorou a notícia. Ele não contava que o TRE mandasse a justiça eleitoral local levantar a extinção e julgar a questão no mérito.

O engenheiro Chico Oiring, um dos principais coordenadores da campanha tucana disse hoje na 3ª Vara Criminal de Taubaté, onde Bernardo Ortiz me processa por matérias publicadas neste blog, que ajudou o tucano a “lavar dinheiro” ao assinar dois recibos (R$ 9 mil e R$ 1,5 mil) sem tirar dinheiro do bolso para “depositar” na conta de campanha de Ortiz Junior. O promotor se assanhou com a informação.

POLÍCIA FEDERAL

Ortiz Junior tenta ganhar tempo porque sabe que seu tempo está se acabando. Ainda mais agora que a Polícia Federal, devidamente comunicada pela 4ª Promotoria do Patrimônio Público e Social da Capital, está investigando a possível lavagem de dinheiro na campanha tucana. Até agora, a PF colheu os depoimentos de três “doadores”, que só teriam assinado o recibo de doação. A lista completa foi revelada por Chico Oiring.