Páginas

terça-feira, 1 de outubro de 2013

GLADIWA EXPLICA SAÍDA DO PSDB

Aos Amigos Taubateanos ou não...

Que a sede de poder de alguns não sejam saciada com a água que verte dos olhos de outros, em forma de lágrimas. Gladiwa

No dia 23/09/2013, enviei solicitação de desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira, o PSDB.
Foram seis anos no ninho Tucano!
Filiei-me em 2007 por acreditar no Partido, nos seus líderes e sobretudo, por acreditar na Política!
Em 2008 lancei-me candidata a vereadora com expressiva votação embora não tenha sido eleita para o cargo. Mas, digo expressiva votação (quase oitocentos votos), porque todos os meus votos foram votos de absoluta confiança, minha equipe e eu (família, amigos, voluntários) conseguimos esses votos sem nenhum assistencialismo, somente com sola e saliva.
Naquela ocasião, apoiamos a chapa tucana, Ortiz pai e filho, derrotados nas urnas pelo então Prefeito Roberto Peixoto!
Em 2010, ainda acreditando que comungávamos das mesmas ideias e ideais, minha equipe e eu apoiamos a candidatura do Jr a deputado estadual. O tucano foi bem votado, muito bem votado, mas seus votos não lhe garantiram uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo.
Em 2011 fui eleita secretária do diretório municipal.  Votei na convenção partidária de 2012.
Agora deixo o Partido e o faço por minha livre e espontânea vontade! Entrei convidada e saio por opção!
Deixo alguns amigos, poucos mas seletos! Levo comigo uma grande experiência de vida e o conhecimento ainda mais aguçado do juízo do certo e do errado.
Talvez o PSDB seja mesmo o partido da elite! E talvez por isso eu não tenha me adequado às regras.
Cresci na periferia, fui criada com simplicidade, privações e princípios.
No PSDB e quando me refiro ao partido, destaco o diretório municipal, somos COMPANHEIROS! Sim companheiros, na hora de pedir votos no sol e na chuva, no dia ou na noite, nos semáforos, praças e esquinas. Somos também AMIGOS, mas somente enquanto estamos endossando suas pretensões!
Quando somos convocados pelo Ministério Público para esclarecer fatos, repito fatos e não boatos, somos acusados da prática de atos de corrupção em jornais e emissoras de televisão, mesmo sem nunca ter cometido vil conduta.
Lamentável os conceitos e quiçá a inversão de valores...
Fui Tucana, vesti a camisa (literalmente, pois idealizei e às minhas expensas confeccionei a camisa do partido para minha equipe), adesivei carros, ergui bandeiras, fiz carreatas, dividi o palanque, pedi votos!  Tudo isso acreditando estar ao lado de pessoas que, como eu, viam na política, exclusivamente, o meio de proporcionar o bem estar da população. Ledo engano! Mas, amigos, como diz o adágio popular: Errar é humano, persistir no erro é burrice.
Saio do PSDB nas mesmas condições que entrei, com o nome limpo, com a ficha limpa, elegível e honesta como sempre fiz questão de ser!
As mentiras ditas ao meu respeito, técnica medíocre de fazer do ataque a defesa, estão, em boa parte já sendo combatidas judicialmente, outras ainda serão. Aguardamos que a Justiça seja feita e que nenhum ofensor carregue consigo a certeza da impunidade!
Decepcionei-me? Sim, como boa parte da população taubateana se decepcionou.
Rancores e mágoas? Não, somente experiência de vida que nos ensina a viver.
Aos que ficam no Partido, ou melhor, aos bons que ficam desejo sabedoria!
Sim, sabedoria! Pois, vi pessoas serem “usadas e chutadas”, vi pessoas serem “trazidas ao grupo por conveniência”, vi pessoas serem subestimadas e tratadas como “controláveis”.  Ouvi que “pobre não tem caráter, tem fome”. Triste, mas aos olhos de Deus, ninguém jamais será impune! O plantar é escolha, o colher é consequência inevitável! Eu mesma colho o amargo fruto de ter confiado em quem não era digno da minha confiança. É a vida!
Por fim esclareço que quando se tem por meta a Justiça, a igualdade social, a crença no ser humano e a necessidade de proporcionar o bem ao próximo não se é permitido deixar morrer ou adormecer o gene da política.
Deixo o ninho tucano, talvez esperando que um dia o joio seja separado do trigo.
Filio-me a outro partido, com novas ideias, novos ideais e novos correligionários, mas firme no mesmo propósito: o bem estar social.
Sempre estarei à disposição da população, na certeza de que a política também é lugar de gente de bem, e assim deverá ser!
Anseio que os escândalos Siemens, CPTM, FDE, e todos os demais que envolvam ou venham envolver o PSDB sejam todos esclarecidos e que a impunidade não seja “companheira” dos possíveis culpados. E isso é o que desejo a todos os políticos de todos os partidos.
Que a Justiça prevaleça sempre!
Que a vontade do povo seja sempre a vontade de Deus!
Por Justiça, pela igualdade social, pelo amparo aos necessitados e pelo progresso da humanidade, estaremos sempre juntos!
Contem comigo.
Gladiwa Ribeiro

NOTA DA REDAÇÃO: A advogada Gladiwa Ribeiro está a caminho do PSOL. Ela enfrentou a Polícia e provou que sua cliente (acusada de matar o próprio filho) era inocente. A notícia repercutiu grandemente no Vale do Paraíba. Por último, ela enfrentou o poder e a fúria do clã dos Ortiz. Conheço-a pessoalmente há pouco mais de um ano, tempo suficiente para reconhecer que é uma mulher de caráter.