Páginas

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

VEREADOR ACUSA PREFEITURA
DE SUPERFATURAR MERENDA

O vereador Salvador Soares (PT) entregou nesta quinta-feira (03/10) ao Ministério Público relatório com cerca de 300 páginas denunciando um suposto superfaturamento de R$ 1,7 milhão na aquisição de merenda escolar.

O vereador petista explicou que “são muitos os indícios de que o governo municipal pagou preços exagerados pela merenda” fornecida pela SHA, com quem o prefeito Ortiz Junior assinou dois contatos no início do ano por cerca de R$ 10 milhões.
Salvador acusa Prefeitura de superfaturar merenda

A comparação dos preços pagos no varejo e os mesmos produtos adquiridos no atacado haveria uma diferença de R$ 1,7 milhão  a menos, relata o vereador.

“Depois de estudar contratos, elaborar planilhas de preço, averiguar editais e convocar a secretária da Educação e a diretora de compras, encerro a investigação com a certeza de dever cumprindo. Agora é com o Ministério Público”, diz um trecho do release divulgado pela assessoria do vereador.

O contrato emergencial firmado entre a SHA e a Prefeitura no último mês de fevereiro custou aos cofres públicos R$ 10.297.580,43 e teve a duração de seis meses. Recentemente, a SHA venceu a licitação para oferecer os mesmos produtos.