Páginas

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

MAIS UMA VEZ A IMPRENSA SE "ENGANA"

FABRÍCIO PERES, PROFESSOR

Caros Servidores Municipais e demais leitores deste importante instrumento de comunicação e esclarecimento público, idealizado e mantido pelo companheiro Irani.

Na ultima sexta-feira, dia primeiro de novembro de 2013, um grupo de servidores, juntamente ao vereador Salvador Soares e membros da Administração Municipal, participaram de uma mesa redonda com o intuito de discutir medidas para acabar com o Assédio Moral frequentemente constatado dentro do atual governo.

Segundo os jornais que publicaram a notícia, a supracitada reunião teria sido iniciativa da Administração Municipal, porém isso não é real. Essa reunião, tão mal divulgada por alguns órgãos da mídia, foi iniciativa do Vereador Salvador Soares, juntamente ao Ministério do Trabalho e aos Servidores Municipais.

O fator desencadeador desta mesa redonda foram os inúmeros processos que estão em andamento junto ao Ministério do Trabalho, todos eles motivados por casos explícitos de assédio por parte da Administração Municipal de Taubaté contra servidores de diferentes secretarias e departamentos.

Um dos casos mais evidentes de Assédio foi o processo administrativo movido contra mim e mais cinco professores, por suposto “incitamento à greve”, fato que além de demonstrar enorme vontade de reprimir qualquer manifestação dos servidores, também expressou profundo desrespeito à nossa Constituição Federal que nos garantiria esse direito, caso realmente tivéssemos Incitado algo.

Quem inicialmente solicitou essa Mesa Redonda, a qual originou um acordo que logo será devidamente formalizado e divulgado, foi um auditor do Ministério do Trabalho, que está fazendo diligências dentro dos diversos departamentos e secretarias da prefeitura, com o intuito de apurar abusos contra servidores e concluir um longo processo.

Embora repetitivo, mais uma vez enfatizo: essa reunião não foi iniciativa da prefeitura, foi iniciativa do Ministério do Trabalho, do vereador Salvador Soares e de um grupo de servidores que se dispôs a participar.

Mais uma vez agradeço pelo espaço concedido por esse blog e deixo aqui meus votos de profunda estima por quem, há muito mais tempo que nós, luta contra as injustiças e desmandos infelizmente comuns na política de Taubaté.

Juntos resistiremos e jamais envergaremos a quem a todos deseja fazer ajoelhar.