Páginas

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

SERVIDORES DA CÂMARA FICAM,
TEMPORARIAMENTE, SEM ABONO

A juíza auxiliar da Vara da Fazenda Pública de Taubaté, Maria Isabella Carvalhal Esposito, concedeu liminar na tarde desta quarta-feira (27/11) suspendendo o abono que a Câmara Municipal pagaria aos seus servidores, na ação civil pública movida pelo Ministério Público contra a medida.

O processo 4001939-61.2013.8.26.0625 não está concluído. Há um pedido do Sindicato dos Servidores municipais que pede o arquivamento do processo sem julgamento do mérito. A juíza abriu vista para o Ministério Público se manifestar.