Páginas

domingo, 22 de dezembro de 2013

CAMPANHAS ANTECIPADAS
DE GRAÇA E DIEGO ORTIZ

A vereadora Maria da Graça (PSB) escancara a antecipação da campanha eleitoral de 2014, que deveria ser feita após as convenções partidárias, quando os reais candidatos serão escolhidos.

É obvio que ninguém imagina que a vereadora Maria da Graça não obtenha legenda para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa – que não é seu desejo. O mesmo vale para Diego Ortiz, futuro candidato a deputado federal pelo PSC, do polêmico deputado Pastos Feliciano.

Ambos aproveitam as festas natalinas para fazer campanha política.

Diego Ortiz tem assediado possíveis eleitores na Praça D. Epaminondas, Mercado Municipal e ruas adjacentes para distribuir um cartão de Boas Festas em nome da familia Ortiz.

Não há propósito cristão no gesto do filho mais novo do velho caudilho taubateano. Diego Ortiz herdou do pai e do irmão futuro ex-prefeito o gosto pelo embuste para alcançar o poder. Posa de moço cristão, num período em que os corações amolecem por força da religiosidade natalina, e sai pelas ruas da cidade propagandeando seu nome.

Onde entra a vereadora Maria da Graça nesta campanha antecipada?

O clã Ortiz exigiu (eles não pedem, pois tratam os aliados como súditos) da vereadora o supremo sacrifício de disputar uma vaga na Assembleia Legislativa. Graça queria ser candidata a deputada federal pelo PSB. Terá que se contentar com a oferta para dobrar com Diego Ortiz.

A vereadora aproveita sua despedida da presidência da Câmara de Vereadores de Taubaté para distribuir à população suas “realizações” na Casa Dr.Pedro Costa, entre as quais a economia de R$ 4,6 milhões do erário público, “à custa da falta de papel higiênico e os banheiros imundos da Câmara Municipal”, protestou o vereador Luizinho da Farmácia (PROS).

Fica evidente a pregação da eficiência da vereadora, que deixa a presidência da Câmara com uma acachapante derrota para o seu pa... digo, prefeito, na votação do IPTU. Os esforços da parlamentar para agradar o Executivo não deram resultado.

Os 24 mil votos alcançados pela vereadora em sua campanha a deputada federal em 2010, quando tinha como concorrente na cidade apenas a vereadora Pollyana Gama (PPS), com uma campanha franciscana, sofrerá drástica queda. O desgaste de Graça foi grande. Ela demonstrou, ao longo de 2013, que aceita ser manipulada.

A vereadora submeteu a Câmara Municipal às ordens emanadas do Palácio do Bom Conselho, inclusive assinando um documento com o futuro ex-prefeito pedindo a “cabeça” da diretoria do Hospital Regional. Atitude repudiada pelos vereadores, que se sentiram vilipendiados pela atitude da colega.

Um grau de submissão jamais visto nesta urbe quase quatrocentona.

DEMAIS CANDIDATOS

As pré-candidaturas não param por ai.

Ary Kara José será candidato a deputado estadual pelo PMDB. O ex-deputado federal disse ao blog que as cidades do Vale do Paraíba, especialmente as do Vale Histórico e os pequenos municípios encravados nas serras do Mar e da Mantiqueira não se sentem representados na Assembleia Legislativa.

Pollyana Gama deverá ser candidata a deputada federal pelo PPS. Dobrará com seu marido, o deputado estadual Davi Zaia, secretário no governo Alckmin. Os planos da vereadora mudam se o TRE confirmar a cassação do (ainda) prefeito Ortiz Junior. Neste caso, ela será candidata a prefeita.

Isaac do Carmo poderá ser candidato a deputado estadual pelo PT, desde que não dispute a indicação do partido para disputar a Prefeitura de Taubaté em caso de eleição municipal o ano que vem.

João Vidal deseja ser candidato pelo PSB, somente para marcar presença. Dobraria com um filho do presidente estadual da legenda, Márcio França. Para candidatar-se, no entanto, precisará da benção da alta direção da CTEEP.

Rodrigo Luís Silva – Digão, presidente do diretório municipal do PSDB, pretende ser candidato a deputado federal, em dobrada com o atual deputado estadual Fernando Capez. O vereador José Antonio de Angelis – Bilili, é o principal apoiador de Digão.

Padre Afonso Lobato, pelo menos em Taubaté, não tem nenhum candidato forte para acompanhá-lo. Líder do PV na região, o parlamentar apoiou o futuro ex-prefeito de Taubaté no segundo turno da eleição municipal do ano passado e chegou a ter uma de suas principais assessoras no primeiro escalão do governo municipal.