Páginas

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

CONSUMIDOR LEVA GRÁTIS
NA DIFERENÇA DE PREÇO

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

Por enquanto vale para o Rio de Janeiro. O consumidor que encontrar valores divergentes entre o preço anunciado na gôndola e o registrado no caixa poderá levar o produto de graça. A Campanha que ganhou o nome de “Olho no Preço” é resultado de um termo de ajustamento de conduta firmado entre a Defensoria Pública do Rio, órgãos do Sistema Estadual de Defesa do Consumidor e das associações estadual e brasileira de supermercados.

Os supermercadistas alegam que quando fazem mudança de preço no sistema, às vezes, por falha de um funcionário, o preço na gôndola demora a ser atualizado, e aí acontece o erro. Mas o funcionário desatento é risco do negócio.

Para ter direito a levar o produto sem pagar por ele, o consumidor deve identificar a diferença de preço antes de fazer o pagamento, e procurar o gerente ou o responsável pelo estabelecimento para informá-lo sobre o problema.

Independentemente da quantidade que deseja levar do produto encontrado com preço diferente, o consumidor receberá apenas uma unidade gratuita. Ou seja, se o cliente quiser comprar mais de uma unidade, a primeira sairá de graça, mas as demais terão o menor preço computado.

A iniciativa não contempla produtos das seções de têxteis, eletroeletrônicos, áudio e vídeo ou equipamentos para veículos. Mas deveria, para ser mais didático.

Falei e disse!