Páginas

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

DIEGO ORTIZ, EM CAMPANHA PARA
DEPUTADO ESTADUAL, "PAGA" CAFÉ

A famíglia Ortiz trata o taubateano como um parvo. Pensa que é possível enganar a todos muito tempo, durante todo o tempo! Em tempo de internet, com a rapidez na troca de informações, não está fácil para os Ortizes se manterem à tona sem que a imagem da família seja arranhada.

O mais novo embuste perpetrado pelos Ortizes é o “café com amigos”, que será realizado na noite desta segunda-feira (10/02), na Rua Estelita Moreira do Amaral, 159, no Jardim Garcez, pertinho do Sesc.

O autor do convite é Diego Ortiz, um embuste em si mesmo, presidente do “Instituto Bernardo Ortiz de Políticas Públicas”. Ele propõe o debate de “melhorias para nossa cidade e região”.

O esquema é o mesmo utilizado por seu irmão, o futuro ex-prefeito de Taubaté, na mais milionária campanha eleitoral jamais vista na história política desta urbe quase quatrocentona, do último quadrimestre de 2011 às eleições de 2012.

Ortiz Junior foi obrigado por seus marqueteiros a descer do pedestal e tomar “chá da tarde” com eleitores na casa de seus cabos eleitorais. O tucano bancava a reunião com bolos, bolachas, sucos. Ortiz Junior só aparecia no fim do encontro para dar seu recado aos incautos eleitores taubateanos.

Diego Ortiz usa da mesma estratégia. Paga o “café com amigos” na casa de correligionários e faz sua campanha para deputado estadual. A proposta de debater problemas para nossa cidade e região é risível.


Quem paga o "café café amigos"  de Diego Ortiz?
Diego Ortiz mal conhece os problemas do bambuzal do bairro do Bonfim. Se deixá-lo sozinho no Jardim Garcez, ele terá dificuldade para retornar à sua casa. É bem capaz de ir para o bairro da Santa Cruz.

Quem banca o “café com amigos” promovido pelo “Instituto Bernardo Ortiz de Políticas Públicas”? Por que Digo Ortiz não aproveita o tempo para explicar por que seu pai, que empresta o nome ao “instituto”, não devolve para o erário taubateano o R$ 1,2 milhão a que está condenado pelo Tribunal de Justiça de São Paulo?

Diego Ortiz poderia explicar durante o “café com amigos” as relações de sua família (pai e irmão) com a Capricórnio, a Diana Paolucci e a Mercosul, empresas que respondem, com Bernardo Ortiz e Ortiz Junior, na 14ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo, por fraude em licitação pública e improbidade administrativa.

Sugiro a Diego Ortiz explicar para seus correligionários porque o governador Geraldo Alckmin, este ingrato, exonerou seu pai, Bernardo Ortiz, da presidência da FDE?

Assuntos a serem tratados pelo Instituto Bernardo Ortiz de Políticas Publicas não faltam. Como Diego Ortiz está em plena campanha para deputado estadual, não lhe faltarão capachos até as eleições..

O futuro de Taubaté será decidido pelo TRE.