Páginas

terça-feira, 18 de março de 2014

CORDÉIS DO PROFESSOR SILVIO PRADO,
UM CONVITE À REFLEXÃO

BANDIDO EXEMPLAR

Bandido como você
É um bandido de sorte
Pois o santo que o protege
Dono de um grande porte
Longe de todo holofote
Só viaja em malote
Trancado num carro forte.

Bandido como você
Não sai da coluna social
Roupa e gravata novas
Um defensor da moral
Por mais que tenha roubado
E tenha o pobre esfolado
Nunca irá se dar mal.

Pois todo bem protegido
Pelo escudo do dinheiro
Não há lei que não se dobre
E nem juiz brasileiro
Que não considere normal
Abrir seu bolso e bornal
Para um rico brasileiro.

CRENÇA

Tem gente que acredita
Que rio corre pra cima
Que o sol brilha de noite
Menino vira menina
E vereador que se preza
Vota sem levar propina.

Por outro lado, tem gente
Que só faz o que compensa
E de forma pragmática
Fortalece a velha crença
De que vereador sem propina
Nunca faz a diferença.

HONORÁVEL BANDIDO

És bandido, excelência
Magnífico ladrão
Homem que rouba e faz
Defendendo a tradição
De nunca ir pra cadeia
Deixando o povo na mão.

És por demais eficiente
E meliante glorioso
Homem de verbo fácil
Sempre cerimonioso
Cidadão que todos sabem
Ser um grande mentiroso.

És, enfim, excelência
Sujeito tão destemido
Um modelo inquestionável
De ladrão bem sucedido
Pilantra de mil qualidades
Um honorável bandido.