Páginas

segunda-feira, 3 de março de 2014

IMAGENS DO CARNAVAL DE TAUBATÉ
E DE SÃO LUIZ DO PARAITINGA EM 2014

As imagens do Carnaval são inesquecíveis para quem gosta de apenas assistir ao Tríduo Momesco, designação muito usada quando se brincava o Carnaval durante três dias, lá pelos anos 1940, ou participar efetivamente da folia.

Todos os anos, milhares de foliões do Vale do Paraíba, de Taubaté especialmente, e de outras regiões deste vasto Brasil, trocam os desfiles televisivos das escolas de samba pela simplicidade da bucólica São Luiz do Paraitinga, que revive o verdadeiro espírito carnavalesco.

As imagens de São Luiz do Paraitinga nas redes sociais mostram bem o espírito que deveria prevalecer no Carnaval: a irreverência dos foliões, a alegria das marchinhas, críticas aos poderes constituídos e críticas aos costumes em uma grande confraternização unindo ricos e pobres, gordos e magos, religiosos e ateus, capitalistas e comunistas.

Mulher chuta o traseiro de "Joaquim Barbosa" no Carnaval de São Luiz do Paraitinga. Você repetiria o gesto?

Ao resgatar o espírito que marcou os carnavais da primeira metade do Século XX, São Luiz do Paraitinga contribui para a manutenção da alegria e irreverência próprias do Carnaval, que se perde aos poucos com a profissionalização das escolas de samba, mas esta é outra história.

Taubaté, ao contrário, que já teve um dos melhores carnavais do Vale do Paraíba nos anos 1970, perdeu seu brilho após a primeira eleição de Bernardo Ortiz para a Prefeitura desta urbe quase quatrocentona em 1982.

O velho caudilho contribuiu enormemente para a derrocada de nossas grandes escolas de samba como as da Independência, Vila São José, Vila das Graças, Chafariz, Estiva e outras como o Império do Morro e do Areão.

O Carnaval sempre foi usado politicamente, e continua sendo. Em 2012, o futuro ex-prefeito de Taubaté permitiu que sua mulher mostrasse sua forma física no desfile da escola de samba do Chafariz.

Escola de Samba do Bonfim homenageia vizinho com dinheiro público
Em 2014, a escola de samba do Bonfim, onde moram o velho caudilho e seu filho, em meio a um bambuzal, “brindou” os taubateanos com uma homenagem ao algoz das escolas de samba da cidade.

Cena explícita de puxa-saquismo feita com dinheiro público.

Voltando a São Luis do Paraitinga, uma imagem que deveria ser exibida por todos os blogueiros que discordam do STF no julgamento do “mensalão petista” pois, como afirma Paulo Henrique Amorim, o “mensalão tucano” jamais será julgado pelo suprema corte brasileira.

O que aconteceu de tão importante em são Luiz do Paraitinga?

Uma taubateana “chuta” o traseiro de um folião fantasiado de ”Joaquim Barbosa” no carnaval luizense.

É o que milhões de brasileiros gostariam de fazer, de verdade.