Páginas

quinta-feira, 27 de março de 2014

PERSEGUIÇÃO OU RODÍZIO?

Da vereadora Pollyana Gama

“Ontem após expor a situação de uma transferência de uma enfermeira do PAMO do PARQUE AEROPORTO, coincidentemente após minha visita, na qual registrei a precariedade da estrutura local e fui acompanhada pela profissional, o Secretário de Governo, Eduardo Cursino, a pedido do Prefeito, me ligou para obter mais informações e verificar a situação.

Posteriormente, alguns vereadores, Graça e Diego, disseram que ao conversarem com o Secretário de Saúde, Dr. João Ebram, tiveram por resposta que a transferência trata-se de um "rodízio".

Da nossa parte, aguardo retorno do Secretário de Governo, pois, sinceramente, a resposta apresentada até então não me convenceu.

Solicitarei informações por requerimento da metodologia aplicada nesse rodízio e detalhamento de seu cronograma de ações, com nome dos servidores incluídos nesse sistema.

Penso que tal sistema dificulta o estabelecimento de vínculo com a comunidade na saúde básica, a meu ver, importante para estabelecer confiança, atmosfera saudável e humanização do setor.

Essa resposta do Secretário de Saúde apresentada aos colegas vereadores realmente não me convenceu. Quero detalhamento oficial, no papel, até para que eu possa conferir, fiscalizar "Tim Tim por Tim Tim".

E claro, na medida do possível, impedir ações incoerentes com o que penso ser um dos objetivos da atual gestão: romper com padrões e práticas inadequadas de gestão pública.

Uma gestão pública moderna, eficiente e humanizadora não persegue. Tem habilidade para trabalhar com adversidades de forma ética e com respeito aos seres humanos, sejam eles servidores ou usuários do sistema.”