Páginas

quarta-feira, 2 de abril de 2014

ENERGIA ELÉTRICA POR CARTÃO PRÉ-PAGO

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou a possibilidade das distribuidoras oferecerem energia pré-paga aos consumidores. A tarifa do pré-pagamento será igual à da pós-paga, mas a distribuidora poderá dar descontos para incentivar os consumidores a aderirem à novidade.

A primeira vista pode parecer coisa de louco. Imagina-se que cessada a carga do cartão a luz apaga. Tipo assim: acabou o milho, acabou a pipoca...

Quando os créditos estiverem perto de acabar, no entanto, o consumidor vai ser notificado por meio de alarmes visual e sonoro no medidor, que terá que ficar dentro de casa, para que haja tempo hábil para nova recarga. O consumidor poderá solicitar um crédito de emergência de 20 kWh, com duração de 3 dias, que deverá ser disponibilizado em qualquer horário e dia da semana, e será pago na próxima compra.

Tudo está sendo minuciosamente estudado pelo InMetro, inclusive os novos medidores. Os créditos comprados são cumulativos. Não perdem a validade de um mês para o outro. Em caso de arrependimento, o retorno ao estilo convencional poderá ser solicitado a qualquer momento.

Segundo a ANEEL é a forma apropriada para quem quer controlar o consumo e fazer economia. Quem viver, verá.

Falei e disse.