Páginas

sexta-feira, 30 de maio de 2014

PARA FICAR BEM NA FOTO, CATÃO
PRODUZ PESQUISA SOBRE DENGUE

Release da assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Taubaté informa que “levantamento domiciliar realizado pelo vereador Joffre Neto (PSB), entre 19 e 23 de maio, apontou que 25.588 pessoas foram infectadas com a dengue em 2014. Foram visitados 300 domicílios, e a margem de erro é de 3%”.

O catão da Vila São Geraldo produziu a pesquisa sobre a dengue em Taubaté para sair sozinho na fotografia. O embuste consiste em jogar novos números sobre os casos já registrados nesta urbe quase quatrocentona - mais de 6.900 até 23/05, segundo a Vigilância Epidemiológica – e esconder a desastrada inaplicabilidade de verbas federais enviadas a Taubaté para a saúde pública.

O vereador desnecessário não viu necessidade na instalação da CEI da Dengue, tanto que não assinou o requerimento para a sua criação. Preferiu tergiversar, pois teria que dividir os holofotes da mídia com outros parlamentares. Não seria, enfim, a estrela da companhia, mas sugere uma reunião com a Vigilância Epidemiológica par apresentar os dados de sua “pesquisa”.

Vereador Joffre Neto, o catão da Vila São Geraldo
Joffre Neto ignora solenemente o levantamento feito por sua colega, vereadora Pollyana Gama, que demonstra que parte da verba federal recebida pela Prefeitura para gastar em saúde pública tomou rumo desconhecido, tanto que o assunto foi levado ao Ministério Público Federal, que abriu sindicância para apurar os desvios apontados pela parlamentar.

A única utilidade da “pesquisa” elaborada pelo Catão da Vila São Geraldo e chamar para si a atenção da mídia sobre os mais de 20 mil casos de dengue que a cidade deve ter o que vem sendo dito na Câmara Municipal há pelo menos um mês

No final da tarde desta sexta-feira a Vigilância Epidemiológica divulga novo relatório sobre os casos oficialmente registrados na cidade.

Se eram 6.900 casos registrados há uma semana, agora podem bem se aproximar dos 15 mil, ou ultrapassá-lo, chegando aos 25 mil que a percepção popular já havia sentido. É bom ressaltar que entre os números inicialmente admitidos pela Prefeitura e os da semana passada houve um aumento de 292%. Se a “média” for mantida, Taubaté ultrapassa, hoje (30/05), os 20 mil casos de pessoas infectadas.

Em nenhum momento o catão da Vila São Geraldo aborda o descalabro que é a saúde pública em Taubaté, mas luta ao lado do prefeito para terceirizar a saúde pública com organizações suspeitas de má administração, que só querem embolsar o dinheiro público sem dar o devido retorno à população.

O egocentrismo do catão da Vila São Geraldo não admite a divisão de responsabilidades sobre a investigação nos casos de dengue em Taubaté. Joffre Neto apresenta uma “pesquisa” inútil somente para aparecer sozinho na fotografia.