Páginas

segunda-feira, 12 de maio de 2014

POVO REVOLTADO QUER
O FIM DO AUXÍLIO RECLUSÃO

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

O Portal da Câmara incluiu uma enquete para saber a opinião do brasileiro sobre o auxílio reclusão. Votos pelo fim do benefício, apoiando a Proposta de Emenda à Constituição 304/13, da deputada Antônia Lúcia do PSC do Acre já superam 100 mil.

A pesquisa gerou efeito viral nas redes sociais. Já está em quinto lugar entre as enquetes mais votadas, e em primeiro lugar entre as matérias mais lidas. O resultado não tem valor científico. Não é uma amostragem correta. Mas restabelece o debate sobre um tema contraditório.

Até porque não há explicação, e, muita gente revela revolta por achar que todos os presos recebem o benefício, ampliado pelo número de filhos, o que não é verdadeiro. Só quem contribuía para a previdência ao ser preso, e, uma única vez até o máximo de 971 reais é destinatário do benefício previdenciário que vai para as mãos de seus filhos. Também ao contrário do que se alardeia, não é criação do PT, vem de legislação de mais de 30 anos.

A PEC, além de propor o fim do pagamento do auxílio-reclusão, sugere a transferência desses recursos para um fundo em benefício às vítimas sobreviventes de crimes, ou às suas famílias, no caso de morte.

Até o momento, 95 por cento dos votantes apóiam a proposta da deputada. Cinco por cento são contrários.

A enquete está aberta na página da Câmara e a votação está sendo informada aos deputados que compõem as comissões por onde a matéria vai tramitar.

Penso que o auxílio reclusão acaba ajudando a presos que tinham carteira assinada e muito mais razões para não delinquir.

Falei e disse!