Páginas

sábado, 12 de julho de 2014

JUSTIÇA BRASILEIRA
TAMBÉM SE CURVA À FIFA

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

O presidente em exercício do Superior Tribunal de Justiça negou direito de detentores de cadeiras perpétuas no Maracanã que pretendiam acesso ao estádio na decisão da Copa do Mundo.

É de admirar a capacidade com que se nega um direito adquirido para atender a FIFA aqui no Brasil.

Aqui vai um pouco da história. Final da década de 40 o prefeito carioca Ângelo Mendes de Morais atropelou a doação de área, feita ao município do Rio de Janeiro pelo major cavalariano Suckow da Fonseca, para um hipódromo. Estava abandonada. Virou depósito de sucata da segunda guerra mundial. Nela decidiu erguer o Maracanã, até de forma autoritária, para a copa de 50.

O jornalista Mario Filho arrecadou dinheiro entre benfeitores que compraram cadeiras perpétuas no estádio. Por isso foi homenageado. O Maracanã em verdade tem o nome dele. Meu Pai trabalhava com ele no Jornal dos Sports. Por isso sei detalhes do que estou afirmando.

Vem a FIFA e obriga o Brasil a editar uma lei com 71 artigos (curiosamente 7 X 1) e nega o direito adquirido desses detentores de cadeiras. E pior! Vem o Superior Tribunal de Justiça e consagra essa inconstitucionalidade.

Já na Copa de 50 o irmão de Mario Filho e também jornalista, Nelson Rodrigues, cunhou a frase: o brasileiro tem complexo de vira-lata. Ouso acrescentar que nossa justiça é pior ainda.

Falei e disse!

O DIA NA HISTÓRIA

Sexta-feira, 11 de julho. Faltam 173 dias para o fim do ano. 72 para a chegada da primavera.  É dia Mundial da População e do Mestre da Banda. Acidente com avião brasileiro matava 122 pessoas em Paris. Dentre elas: o cantor Agostinho dos Santos e o torturador da era Vargas, Felinto Muller. Morte do diretor e ator inglês Lawrence Olivier (1989).

Sábado 12 de julho. Dia do Engenheiro Florestal. Ouro Preto era declarada Cidade Monumento Nacional (1933). Eleição de Edson Arantes do Nascimento – O Pelé – como atleta do século, por indicação de jornalistas de 19 países (1980). Morte do Jornalista João Saldanha (1990). Brasil perdia a copa da França (1998).

Domingo, 13 de julho. Dia Mundial do Rock e do Engenheiro Sanitarista. Iniciação de Dom Pedro Primeiro na Maçonaria, como ‘irmão Guatemozin’ (1822). Santos Dumont contornava a Torre Eifell com um dirigível (1901). Nascimento do ator Harrison Ford (1942). Morte do compositor Ciro Monteiro (1973). Cuba recebia os restos mortais de Ernesto Che Guevara (1997).