Páginas

sábado, 26 de julho de 2014

O TEMPO PASSA, E A HORA “H”
ESTÁ CHEGANDO PARA ORTIZ JR

O império romano não ruiu em apenas uma batalha.

Foram séculos de resistência dos povos dominados, muitas batalhas perdidas e milhões de homens e mulheres tornados escravos.

Mazanza, Ortiz Jr e mulher foram ver o Brasil em Fortaleza, na Copa 
O império romano ruiu por suas próprias fraquezas, com o desgaste sofrido em centenas de batalhas e pelo surgimento de outros povos dominantes, como os turcos otomanos no século XV.

Guardadas as devidas proporções, inclusive a temporal, o império dos ortizes também está ruindo.

A batalha que Ortiz Junior enfrentará na próxima terça-feira (29/07), no Tribunal Regional Eleitoral, não será a derradeira, mas será decisiva para o futuro de um reinado que dura mais de 30 anos.

Os ortizes perderam algumas batalhas judiciais nos últimos meses.

Bernardo Ortiz e Ortiz Junior foram derrotados pela advogada Gladiwa Ribeiro em dois recentes embates na justiça cível: ambos foram condenados a indenizar a advogada por danos morais.

Ortiz Junior processava este blogueiro na justiça criminal.

A magistrada que julgou a ação criminal proposta pelo tucano me absolveu e considerou improcedente a queixa-crime apresentada por Ortiz Junior.

O tucano não se deu por vencido: impetrou embargo de declaração, rejeitado pela justiça, e deve recorrer da sentença ao TJ. Esta foi apenas uma batalha. A guerra ainda não acabou.

A guerra dos ortizes na 14ª Vara da Fazenda Pública da Capital está próxima da batalha final em primeira instância. Pai e filho respondem por improbidade administrativa no caso das mochilas da FDE.

A próxima batalha de Ortiz Junior motivou este blog a criar o relógio temporizador que pode ser visto na coluna ao lado.

O temporizador é para o taubateano acompanhar o tempo restante para o julgamento do recurso de Ortiz Junior pelo TRE, que pode determinar a sua cassação e o consequente afastamento do tucano do Palácio do Bom Conselho.

A batalha de Ortiz Junior na terça-feira será apenas a primeira das muitas que deve enfrentar até que transite em julgado seus recursos eleitorais.

Uma possível derrota de Ortiz Junior no TRE significará o fim de um reinado político duradouro, que rui por suas próprias fraquezas, tal qual o império romano que, de tão forte, descuidou das próprias mazelas... e desmoronou.