Páginas

quarta-feira, 23 de julho de 2014

TRE ADIA PARA TERÇA (29/07)
JULGAMENTO DE ORTIZ JUNIOR

Ainda não é desta vez que Taubaté tomará o rumo político esperado por todo cidadão de bem desta urbe quase quatrocentona.

O adágio popular diz que “a Justiça tarda, mas não falha”. Recursos eleitorais infindáveis adiam uma decisão esperada há mais de um ano.

Ortiz Junior ainda respira por aparelho. É o amplo direito de defesa.

O adiamento do julgamento do recurso por mais cinco dias não é para ser comemorado por Ortiz Junior. Ele sabe disso.

A única válvula que mantém o tucano respirando será fechada na terça-feira (29/07).

É a morte anunciada de uma estirpe política, caudilhesca, que queremos longe de Taubaté.

O riso amarelo (ou azul?) nos lábios dos tucanos e de seus sabujos tem data para terminar.

Só precisamos de um pouco de paciência.

A vitória se conquista com o jogo jogado. Ortiz Junior não joga o jogo. Está adiando a derrota no tapetão.

O juiz ainda não deu o apito final. Haja dinheiro para pagar advogados caríssimos.

Quem está pagando a conta se o tucano está com os bens bloqueados?

Está no sítio do jornal o Vale:

O TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo adiou para o próximo dia 29 o julgamento do recurso em que o prefeito de Taubaté, Ortiz Junior (PSDB), pede a reforma da decisão de primeira instância que cassou o seu mandato por abuso de poder econômico e político na campanha de 2012.
Inicialmente, o julgamento aconteceria nesta quinta-feira, dia 24. O Tribunal não informou de quem partiu o pedido para mudança de data.
O recurso será apreciado pela Corte do TRE, composta por sete juízes, sendo que o presidente só vota em caso de empate.
Caso o Tribunal decida pela manutenção da decisão da Justiça Eleitoral de Taubaté, o tucano pode ter que deixar o cargo após a publicação do acórdão, o que pode ocorrer ainda na próxima semana.”