Páginas

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

COISAS DE CAMPANHA

José Carlos Cataldi, jornalista e advogado

Confesso que achei estranho o governador Geraldo Alckmin se internar no Hospital do Coração para cuidar de um problema intestinal. Uma pessoa comum não se daria a esse desfrute. Foi quando um amigo comentou que o desarranjo do intestino seria por causa do primeiro debate na TV, ou foi porque Geraldo anda comendo qualquer pastel pelo caminho.

Mas se foi pelo debate, nenhum stress. Todo mundo foi mal Geraldinho. Padilha demonstrou segurança em questões que não sensibilizam o paulista. Skaf não conseguiu esconder o nervosismo, gaguejou um bocado. O candidato do Fidelix não sabia o que dizer, a não ser que saberá buscar dinheiro num novo banco do estado.

Melhor se saíram os nanicos, do PHS, PV e PSOL, quase sem tempo no dia-a-dia, batendo firme na questão da água. Eis o incerto futuro de São Paulo, infelizmente.

Hoje a grande imprensa da capital paulista denuncia que o candidato Paulo Skaf (PMDB) estaria em débito com o IPTU em Pindamonhangaba, o que seria confirmado inclusive pela prefeitura. Mas será que dentro da prefeitura, todas as autoridades municipais estariam em dia com o IPTU? (...)

“Macaco, olha o teu rabo, deixe o rabo do vizinho”. Posso dizer isso porque todos os tributos sob minha responsabilidade estão rigorosamente em dia.

Falei e disse!